Nova sede da CDL é inaugurada nas comemorações dos 15 anos da entidade

Serviços e atendimento aos associados estão sendo realizados na Rua de Júlio de Castilhos, junto ao Centro Comercial Santa Fé

No dia em que completou 15 anos de fundação, a Câmara de Dirigentes Lojistas de Garibaldi inaugurou a sua nova sede. A entidade apresentou na noite de segunda-feira, 9 de outubro, as novas instalações, na Rua de Júlio de Castilhos, 205 (sala 101), no Centro Comercial Santa Fé. Todos os serviços aos associados serão, como o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), além da Certificação Digital, serão prestados no local.

Para o presidente da entidade, Carlos Adriano Morari, em 15 anos de existência muitas dificuldades precisaram ser superadas para que a CDL pudesse alcançar a grandeza que hoje possui. O local possui cerca de 95 metros quadrados e reúne a área administrativa e de atendimento aos associados e uma sala de reuniões. No mesmo prédio também está disponível uma sala para cursos, treinamentos e palestras com 30 lugares.

“Nosso objetivo é estar sempre mais próximo do comércio garibaldense. E esta iniciativa está entre as diversas que temos desenvolvido para promover o varejo local e melhorar os serviços oferecidos para os associados”, enfatizou Morari. Os contatos com a entidade não foram alterados: 3462 3365 (CDL), 3462 3368 (SPC) ou cdl@cdlgaribaldi.com.br.

Diversas autoridades e lideranças empresariais prestigiaram o evento, entre eles a presidente da CIC, Alexandra Nicolini Brufatto, os ex-presidentes da CDL, Teodosio Ceccagno, Eldo Milani, Elisete Ceratti e Giliano Verzeletti, e o ex-presidente da CIC, responsável pela fundação da CDL Garibaldi, Domingos Nizzola.

O prefeito, Antonio Cettolin, disse que a representatividade da CDL para o comércio de Garibaldi ganha um referencial muito importante com esta inauguração. Já o presidente da FCDL-RS, Vitor Augusto Koch, enfatizou o papel social que o setor cumpre em suas comunidades.

“É uma satisfação ver uma CDL como a de Garibaldi que trabalha de forma organizada, fazendo com que o desenvolvimento da cidade aconteça. O comércio gera empregos, renda, promove o crescimento pessoal de seus protagonistas e, ainda, precisa enfrentar tarefas árduas para manter-se em funcionamento”, disse Koch.

 

 

por Cassius Fanti

Fotos – JCidades




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *