Próxima etapa de seletivas do Gold Chef Brasil ocorre em novembro em Garibaldi

Prato vencedor_Cassius A. FantiAs finais na Serra Gaúcha serão realizadas entre os dias 20 e 30 de novembro, no complexo turístico da Cooperativa Vinícola Garibaldi

 

O Gold Chef Brasil retoma as seletivas neste mês de novembro, com a realização de cinco finais no complexo turístico da Cooperativa Vinícola Garibaldi. A partir do dia 20 de novembro, as panelas irão esquentar para o preparo de deliciosas receitas dos selecionados da segunda edição do concurso.

Nos dias 20, 22 e 24 de novembro, os finalistas Brenda Maragno Garutti, Galdilei Luis Esteves e Marcelo Moraes Petris, respectivamente, irão cozinhar nas dependências da Vinícola para um time de 30 jurados. Conheça o perfil dos três selecionados e a expectativa pelo momento de colocar a mão na massa!

 

Os finalistas

A catarinense Brenda Maragno Garutti, 23 anos, já está com as facas afiadas para cozinhar. A paixão pela gastronomia iniciou ainda na infância, por meio do avô. “Fui apresentada a gastronomia Italiana pelo meu avô Nilo Maragno. Tenho ainda a forte lembrança dos aromas e sabores em volta da mesa, vendo minha mãe e o meu avô cozinhar. A cozinha sempre foi e continua sendo o meu lugar preferido da casa, do mundo inteiro. É onde acontece toda a magia”, conta a empresária.

Brenda é de Timbó/SC e decidiu participar do Gold Chef para representar a família do Rio Grande e realizar um sonho: fazer parte da família Garibaldi. “Sempre existiu uma paixão pela Vinícola e sua história. Em 2016, me inscrevi no Gold Chef, mas não obtive sucesso para chegar à final. Tenho uma frase que sempre levo comigo ‘comece acreditando que é possível’”, frisa.

Na final, a catarinense irá cozinhar Gnocchi recheado de gorgonzola, acompanhado de vitello com redução de vinho tinto e nozes salteadas. Caso vença o Gold Chef, Brenda diz que será o começo de uma longa jornada de amor e realização profissional.

 

O gaúcho Galdilei Luis Esteves, de 61 anos, recorda do pai ao falar da relação com a gastronomia. As primeiras lembranças remetem à infância quando o pai preparava refeições diferentes das feitas pela mãe. Mas Esteves colocou a mão na massa depois de casado. “Tínhamos horários muito diversos e quem chegava primeiro em casa tinha que fazer a comida para dois ou deixar pronto para o outro”, explica.

O aposentado de Porto Alegre/RS viu no Gold Chef Brasil uma forma de testar os conhecimentos e ter uma experiência gastronômica desafiante. A escolha do prato foi criteriosa e exclusiva para o concurso. “Farei o Peixe Serra-Pampeiro: filé de peixe envolto em folhas de couve, sobre purê de limão crocante, com molho de espumante e caviar de sagu, acompanhado por flores comestíveis e por rolinhos crocantes recheados com chimia caseira de uva. A escolha promove e privilegia uma mistura de ingredientes e produtos típicos da Serra Gaúcha”, conta.

Se for o vencedor do Gold Chef, Esteves irá investir nos estudos gastronômicos e comemorar muito.

 

Marcelo Moraes Petris, 30 anos, será o sexto finalista a apresentar o prato para os jurados do Gold Chef, no dia 24 de novembro. O estudante de Curitibanos/SC sempre esteve dentro de uma cozinha e assim desenvolveu o gosto pela gastronomia. A inscrição no concurso será um teste de conhecimentos e uma busca por aprendizado e reconhecimento. “Chegar a final foi uma grande surpresa. Observei a qualidade dos pratos elaborados pelos outros competidores e agora estou ansioso para absorver o máximo dessa experiência”, explica Petris.

No Gold Chef ele irá cozinhar um Risoto rústico de cordeiro com tomates assados. “Esse é um prato que faço sempre em casa, então me senti muito a vontade. É uma adaptação do risoto convencional, trazendo o rústico do arroz 7 grãos e o sabor marcante do cordeiro e do alecrim”, conta.

Petris está preparado para servir o prato para os jurados. “Nós sempre ganhamos, ou ganhamos a competição ou ganhamos conhecimento. Eu já ganhei chegando até essa etapa, minha autoestima aumentou, tenho estado mais feliz do que nunca e isso significa muito para mim”, afirma.

 

O 2° Gold Chef Brasil

Os oito finalistas irão viajar com as despesas individuais de transporte e hospedagem pagas pela Garibaldi, para preparar sua receita ao vivo para um grupo de 30 jurados convidados. Como prêmio, os finalistas receberão um troféu e um kit especial de produtos da Cooperativa. O vencedor, que será anunciado oficialmente no dia 22 de janeiro de 2018, será premiado com um kit especial da Cooperativa Vinícola Garibaldi, troféu de campeão, um kit Chef Century com utensílios para cozinha e uma bolsa de estudos para realização do curso de Chef de Cozinha Intensivo da UCS em Flores da Cunha/RS em 2018. A 2ª edição do concurso conta com a parceria da Nex Group Incorporadora, do site Dica de Chef e da Escola de Gastronomia da Universidade de Caxias do Sul (UCS).

 

Mais informações nas redes sociais da Vinícola:

Facebook https://www.facebook.com/cooperativavinicolagaribaldi

Twitter  https://twitter.com/vingaribaldi

Instagram https://www.instagram.com/coopvinicolagaribaldi/.

E no site: www.goldchefbrasil.com.br.

 

Sobre a Cooperativa Vinícola Garibaldi  

Presente há 86 anos no cenário da vitivinicultura brasileira e com grande preocupação ambiental, a Garibaldi leva ao público um tradicional e moderno conceito de sustentabilidade, produzindo o melhor com respeito ao ecossistema e alinhado com a demanda de consumo, feito que resultou em inúmeras premiações no mundo inteiro. Atualmente, possui 370 famílias associadas, de 12 municípios gaúchos, responsáveis pelo cultivo de 900 hectares de vinhedos. Outras informações sobre a vinícola podem ser obtidas no site www.vinicolagaribaldi.com.br.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *