Categorias

Programa Gravidez tem Hora já atendeu 48 jovens em vulnerabilidade.

13

Desde setembro de 2018, a Secretaria Municipal de Saúde está atuando em uma das frentes de combate a problemas de saúde pública, e que afetam meninas em situação de vulnerabilidade, muitas vezes usuárias de drogas e álcool ou com transtornos mentais.

 

Conforme levantamento do Setor de Saúde da Mulher, das 48 jovens atendidas até o momento, 52% já tiveram ao menos uma gravidez e grande parte sofre de transtornos mentais ou é usuária de crack.

 

Das meninas atendidas, de 15 e 16 anos, todas já tiveram o primeiro filho e possivelmente teriam a segunda gestação antes mesmo de completar 18 anos. “Nosso objetivo é diminuir o número de gravidez não planejada. Uma vez que o índice de recorrência em adolescentes fica em torno de 30%, aumentando também a evasão escolar, salienta a coordenadora da Saúde da Mulher, enfermeira Evelise Bender.

 

O implante é um contraceptivo subdérmico de longa duração, com tempo de uso de três anos, e taxa de eficácia de 99%. Representa o método de mais alta eficácia contraceptiva disponível (índice de Pearl de 0,05%). Além disso, é fácil de usar (independe da ação do médico ou usuária para manter sua eficácia) e é reversível, podendo ser removido a qualquer momento.

 

O Implanon é um implante intradérmico de etonogestrel. É um método contraceptivo, inserido sob a pele na face medial do braço, sob anestesia local. Uma pequena quantidade de progestagênio etonogestrel (um tipo de hormônio feminino) é liberado continuamente, passando do implante para o corpo, resultando em um efeito anticoncepcional por um período de três anos.

 

“Essa é só uma das frentes de combate, este é o último recurso. Estamos atuando de forma a atender quem realmente precisa. O critério está baseado no acompanhamento já realizado pela nossa equipe do Programa Saúde da Mulher, o qual identifica que há 30% de reincidência de gestação em menores de 19 anos, ressalta o secretário de Saúde, Diogo Segabinazzi Siqueira.

 

A Administração Municipal vem atuando desde o inicio do seu mandato, através de uma rede de atenção e prevenção que conta com o contraturno escolar, inserção de jovens no mercado de trabalho, e atendimento especializado para aqueles que necessitam de cuidados especiais, por meio do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS II). O contraturno já atendeu mais de 15 mil alunos. Durante os horários realizam atividades voltadas ao fortalecimento de vínculos familiares e comunitários destacando como principais: esporte, lazer, cultura, arte, música, profissionalização, cidadania, entre outros.

 

Somente em 2018, o Programa Acessuas Trabalho realizou o atendimento de 4.360 pessoas, abrangendo cursos de qualificação (2.863), encaminhamentos para vagas de emprego (387) e confecção de currículos (1.110). A iniciativa desenvolve ações de inclusão no mercado de trabalho e geração de renda para pessoas em vulnerabilidade social.

 

Imagem: Reprodução/ internet




Deixe uma resposta