Crianças do Abrigo Municipal são beneficiadas com atividades no contraturno escolar

33

O Abrigo Municipal, serviço que acolhe provisoriamente crianças e adolescentes de zero a 18 anos, afastados do convívio familiar por meio de medida protetiva, também garante o acesso à educação, à cultura, à prática de esportes, ao lazer e a convivência comunitária aos jovens.


No Serviço, há uma rotina de funcionamento semelhante à de uma residência. Todas as crianças e adolescentes frequentam a escola, e no contraturno, participam de atividades nos Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SFCV)/ Ceacris.


Nos Ceacris, as crianças e adolescentes são atendidas quatro vezes por semana e recebem quatro refeições diárias (café da manhã, almoço, lanche da tarde) e transporte. Durante os horários realizam atividades voltadas ao fortalecimento de vínculos familiares e comunitários destacando como principais: esporte, lazer, cultura, arte, música, profissionalização, cidadania, entre outros. Além disso, os espaços são utilizados para proporcionar situações de convivência e diálogos, resolução de conflitos e reconhecimento das situações vividas.


No local, há normas de convivência (deveres e direitos), construídas conjuntamente com os acolhidos que especificam horários para alimentação, para dormir, lazer, recreação e demais atividades da vida diária.


Para que o atendimento possibilite à criança e ao adolescente constância e estabilidade na prestação dos cuidados, o espaço conta com uma coordenação, administrativo, equipe técnica (psicóloga/assistente social), cuidadores, motorista, higienizadores e profissionais para elaboração dos alimentos.


O secretário de Habitação e Assistência Social e Esportes, Eduardo Virissimo, ressalta a importância desse atendimento. “Esse espaço é extremamente importante para as crianças. O local possui toda a estrutura necessária e profissionais multidisciplinares e capacitados para acolher os jovens e proporcionar um atendimento digno e qualificado, sempre zelando pelo desenvolvimento e bem-estar das crianças”, pontua Virissimo.


Virissimo acrescenta ainda que “tudo que as crianças precisam é oferecido. Além disso, sempre buscamos parcerias para proporcionar a elas oportunidades e entretenimentos diferenciados, com entidades organizadas da nossa comunidade”.


A estrutura física conta com espaço amplo de recreação e convivência, uma brinquedoteca e sala de estudos, dormitórios, banheiros e refeitório. Tal estrutura possui capacidade para acolher até 20 crianças e adolescentes, encaminhados pelo Conselho Tutelar e Juizado da Infância e da Juventude.


Em relação à alimentação, parte dos alimentos provém do recebimento de produtos do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), e o restante é investido pela Administração Municipal. Os cardápios são elaborados pela nutricionista.

Assessoria de Comunicação Social da Prefeitura

Foto: Laura Kirchhof 




Deixe uma resposta