Adesão ao SUSAF incentiva agroindústrias de Garibaldi

 

Desde o mês de abril, as agroindústrias de produtos de origem animal de Garibaldi podem comercializar seus itens em todo o Rio Grande do Sul, graças a adesão ao SUSAF (Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar, Artesanal e de Pequeno Porte).

Duas agroindústrias garibaldenses já estão certificadas e outras estão se adequando para isso. Garibaldi é um dos cerca de 30 municípios gaúchos que receberam a auditoria do Estado.

“Podemos ver no rosto dos produtores sua satisfação em ver seus produtos prontos para ser comercializados no fim do dia. Isso é um incentivo para que saiam da informalidade”, avalia o secretário municipal de Agricultura e Pecuária, André Busa.

Em Garibaldi, também estão despontando as primeiras agroindústrias de vinho colonial regularizadas do Estado. “Queremos manter esse estímulo para que as famílias permaneçam no interior e não tenham medo de perder seus produtos de qualidade”, acrescenta Busa.

De acordo com o Censo Agro do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) 2017, divulgado neste mês, Garibaldi conta com 369 agroindústrias, das quais 40 são de embutidos. Ainda de acordo com a pesquisa, as agroindústrias do município ainda produzem:

Doces e geleias – 52 agroindústrias

Legumes e verduras (processadas) – 3 agroindústrias

Manteiga – 4 agroindústrias

Melado – 2 agroindústrias

Pães, bolos e biscoitos – 2 agroindústrias

Polpa de frutas – 1 agroindústria

Queijo e requeijão – 47 agroindústrias

Rapadura – 1 agroindústria

Sucos de frutas – 21 agroindústrias

Vinho – 90 agroindústrias

Carne de bovinos (verde) – 26 agroindústrias

Carne de suínos (verde) – 31 agroindústrias

Carne de outros animais (verde) – 36 agroindústrias

Embutidos – 40 agroindústrias

Produtos de madeira – 5 agroindústrias

Outros produtos – 9 agroindústrias

Crédito das fotos: Jean Teixeira



Deixe uma resposta