Litoral Norte – Registro de três assassinatos na madrugada de domingo.

53

Dois jovens foram mortos em Nova Tramandaí e um em Arroio do Sal

Três pessoas foram mortas no Litoral Norte na madrugada de domingo. Uma das ocorrências se deu em Nova Tramandaí, onde foi registrado um duplo homicídio por volta das 3h. De acordo com o titular da delegacia de Tramandaí, delegado Paulo Perez, dois jovens de 20 e 19 anos foram executados dentro de um veículo Hiunday i30. “Eles estavam no centrinho, se dirigiram ao carro e, quando entraram, dois veículos se aproximaram, desceram os tripulantes e efetuaram vários disparos contra o motorista e o caroneiro”, afirmou Perez.

Segundo ele, a esposa e o cunhado de um deles também estavam dentro do veículo, mas no banco de trás, e não foram atingidos pelos disparos. As duas vítimas, de acordo com Perez, tinham ligação com o tráfico de drogas, antecedentes criminais, passagens pelo sistema prisional e seriam integrantes da facção criminosa Os Manos, de Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre. “Estariam chegando no litoral para passar o final de ano e foram mortos em uma emboscada”, explicou Perez. Um deles morreu no local. O outro foi socorrido por populares até a UPA do município, onde chegou já sem vida.

A outra ocorrência foi registrada a mais de 90 quilômetros de distância, em Arroio do Sal, às 1h50min, na Praça Central do município, nas proximidades da beira-mar, onde um jovem de 18 anos foi morto com um disparo de arma de fogo na cabeça. “No local fica sempre uma multidão, ainda mais nesta época do ano, tinha cerca de 600 pessoas”, disse o delegado titular da delegacia de Arroio do Sal, delegado Adriano Koehler Pinto, a vítima foi identificada como Alexandro Melo Santos.

“Ele era natural do Paraná, mas residia em Arroio do Sal há um tempo e não tinha antecedentes criminais”, detalhou. Conforme o delegado, outros dois adolescentes foram atingidos pelos tiros. Um deles, alvejado com quatro disparos, segue hospitalizado na UTI em um hospital de Torres e o outro foi socorrido em Arroio do Sal, mas foi atendido e liberado da instituição de saúde. “Ainda não sabemos quais as circunstâncias, não sabemos se as pessoas estavam juntas, isso será apurado durante a investigação”, destacou.

A multidão dificulta tanto a identificação do autor dos disparos, quanto o próprio desenrolar da investigação. “Pessoas já estão sendo identificadas, familiares deles já estão sendo intimados para irem na delegacia prestar esclarecimentos. No loca apreendemos três projeteis de arma de fogo para tentar, na sequência, verificar a autoria e esclarecer os fatos”, reiterou. Há informações de que, antes dos disparos iniciarem, teria ocorrido uma confusão entre mulheres que estavam na praça. “Pode ou não ter relação, isto ainda vamos apurar”, assinalou.




Deixe uma resposta