Público mata a saudade de Kid Abelha e Mutantes na voz de Paula Toller na Fenachamp.

261

O público que acompanhou o show de Paula Toller na Fenachamp na sexta-feira, 4 de outubro, teve a oportunidade de ouvir ao vivo, em primeira mão, a música “Essa noite sem fim”, lançada neste dia em todas as plataformas digitais.

Entre as maiores atrações do evento, a ex-vocalista do Kid Abelha, apresentou o espetáculo “Como eu quero”. O tema do show relembra uma das últimas músicas adicionadas ao álbum Seu Espião, o primeiro da banda então chamada Kid Abelha e Os Abóboras Selvagens.

Mais de seis mil pessoas assistiram ao show, no segundo da Festa do Espumante Brasileiro, em Garibaldi. A artista, que declarou ser fã de espumantes, fez uma viagem de sua história em set-list.

Com uma performance menos roqueira e mais intimista, fez uma viagem pelos grandes sucessos que marcaram sua carreira, entre elas, “Nada Sei”, “Fixação” e “Lágrimas e Chuva”. Também apresentou sucessos como “Céu azul”, de Charlie Brown Jr, e “Ando meio desligado”, dos Mutantes.

Com ela no palco, o ex-baixista da banda Os Mutantes, produtor musical que a acompanha desde os tempos do Kid Abelha, Liminha, é uma companhia de luxo. Ele figurou na lista do 100 Maiores Artistas da Música Brasileira promovida pela revista Rolling Stone, em 2008.

Mais de 100 mil pessoas já assistiram aos shows da turnê desde 2017, que teve ingressos esgotados com antecedência nas melhores casas do Rio, São Paulo, Porto Alegre, Curitiba, Brasília, Belo Horizonte, Recife e outras, além de festivais e teatros de várias cidades do interior brasileiro.

Paula é considerada como um dos maiores fenômenos da música nacional, com mais de 9 milhões de discos vendidos em 35 anos, uma enorme coleção de hits e discos de ouro, platina e diamante. Mesmo depois do fim do Kid Abelha, ela demonstrou na Fenachamp porque segue seduzindo os fãs brasileiros com sua voz inconfundível e show de alto nível.

BALADA

Na primeira noite de balada na Fenachamp, a atração foi Vyolo, um projeto de Deep House, criado com intuito de propor algo diferente para cena eletrônica conceitual com apresentações ao vivo com violino, criando suas produções autorais. Criado em 2017, o projeto tem como objetivo promover originalidade através de produções musicais com mesclas harmoniosas de violino. O projeto já passou por diversos lugares na companhia de diferentes nomes da música.

*******************************************************************************************

Cassius André Fanti




Deixe uma resposta