Vereador Presidente Rafael Pasqualotto quase foi preso por descumprimento Judicial.

2055

O presidente da Câmara de Vereadores de Bento Gonçalves Rafael Pasqualotto – PP não foi encontrado em sua sala nesta tarde de quinta-feira pelo Advogado Vinícius Boniatti, Moacir Camerini e Brigada Militar de Bento Gonçalves.

A ação tinha por finalidade se fazer cumprir a decisão judicial dada pela Juíza Dra. Christiane Tagliani Marques, da 1 Vara Cível de Bento Gonçalves, hoje pela manhã (03/10), onde houve a suspensão dos trabalhos da CPI das Fake News até a análise do processo e de suas irregularidades.

A visita inesperada causou uma polvorosa na casa Legislativa que enquanto era registrado o BO na delegacia, o relator lançou o relatório da mesma forma para veículos de imprensa, contrapondo a ordem judicial.

Depois da Apensar de negar a liminar, a juíza suspendeu os trabalhos afirmando “Contudo, a fim de evitar prejuízos ao impetrante e inexistindo prejuízos à autoridade coatora, determino a suspensão da tramitação da CPI até ulterior decisão deste juízo”.

No mandado, foram apontadas as diversas violações de direito de defesa do Vereador Camerini, como a negativa da apresentação de provas, o indeferimento da oitiva de suas testemunhas, além de violação de prerrogativas de seu advogado durante seu depoimento.
Houve também, o apontamento das diversas irregularidades no seguimento da CPI violando o Regimento Interno da casa e ainda, o uso de provas ilícitas obtidas por meios criminosos que estão sendo ainda investigados pela Polícia Civil em uma possível violação da privacidade do Vereador.

Segundo informações o Presidente da Casa Legislativa de Bento Gonçalves o alvo do documento, seria contra o presidente Rafael Pasqualotto e relator da CPI, Jocelito Leonardo Tonietto para parar com o relatório. O presidente da Casa Legislativa de Bento Gonçalves Rafael Pasqualotto não foi encontrado, que segundo informações se trancou na sala de seu gabinete e deixou apenas o advogado Mateus Barbosa Chefe do Jurídico e a Assessora de Imprensa Andréia Lara atendendo o oficial de justiça acompanhado da Brigada Militar.

O registro foi feito na DPA de Bento Gonçalves

Por C. BENINI




%d blogueiros gostam disto: