Secretário Municipal de Saúde falou aos vereadores sobre a construção do Complexo Hospitalar

41

Diogo Segabinazi Siqueira, fez uso da tribuna para explanar sobre o projeto do Complexo Hospitalar, conhecido como hospital do trabalhador

Na sessão ordinária dessa segunda-feira (1º) de julho, o secretário municipal de Saúde, Diogo Segabinazi Siqueira, fez uso da tribuna para explanar sobre o projeto do Complexo Hospitalar, conhecido como hospital do trabalhador. O secretário atendeu ao Requerimento nº 28/2019, de autoria do vereador Gilmar Pessutto(PSDB), aprovado pelo plenário em sessão ordinária do dia 10 de junho.

O secretário iniciou sua explanação falando da extrema importância que é para o crescimento do município a construção de um hospital público. De acordo com Siqueira, Bento Gonçalves apresenta um crescimento de mil a mil e 500 moradores por ano. “Tendo um aumento populacional e tendo uma estabilização do número de leitos acabamos tendo uma sobrecarga do sistema, é isso que acontece hoje, e por isso da necessidade da construção do Complexo Hospitalar”, fundamentou o secretário de Saúde. 

Siqueira observou também,que há cerca de dez anos, quando se projetava a construção do hospital, já se pensava em construir algo que desse suporte a um número populacional maior, a fim de também poder atender municípios vizinhos. “Precisamos pensar como região, pois senão ficará cada vez mais complicado”, destacou.

Diogo Siqueira pontuou ainda, que abrangendo os municípios vizinhos é possível viabilizar a oferta de novos serviços o que beneficiaria inclusive a população local. ” É importante lembrar que nós só referenciamos a UPA de porte III, e passamos a receber mensalmente do Governo  Federal, R$ 750 mil, porque lá atrás incluímos atendimentos à região.” enfatizou.

Ainda em sua apresentação, Siqueira falou que a Unidade de Pronto Atendimento, Centro de Especialidade em Odontologia, e o Laboratório de Patologia e Análises Clínicas estão em funcionamento, e a fase 1 e 2 do bloco cirúrgico seguem em andamento. 

Ele disse também, que a Administração Municipal realiza um projeto pioneiro por meio da permuta de bens imóveis para a conclusão de mais uma etapa do Hospital, junto a Unidade de Pronto Atendimento 24h, no bairro Botafogo. 

“Três imóveis serão permutados para execução do revestimento externo e instalação de esquadrias externas do prédio de leitos. O valor da obra está estimado em R$ 727.624,75. A concorrência está marcada para o dia 9 de julho, às 8h30min”, informou Diogo Siqueira, secretário de Saúde.

Após a explanação, o secretário respondeu aos questionamentos dos vereadores. Acompanhe a sessão na íntegra aqui.




Deixe uma resposta