Malha viária da microrregião da Serra é debatida em encontro com prefeitos e empresários da região

Prefeitos e empresários da região participaram de um encontro com o Governo do Estado para tratar da recuperação, duplicação e concessão da malha viária da microrregião da Serra Gaúcha nesta segunda-feira, dia 10, na Câmara da Indústria, Comércio e Serviços de Garibaldi (CIC).

A reunião foi articulada pela Federação das Associações dos Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs), por meio do presidente e prefeito de Garibaldi, Antônio Cettolin, pela Associação dos Municípios da Encosta Superior do Nordeste (Amesne) pelo presidente e prefeito de Bento Gonçalves, Guilherme Pasin, com apoio de entidades como a Associação das Entidades Representativas da Classe Empresarial da Serra Gaúcha (CICS Serra).

O debate foi composto também pelos secretários estaduais de Logística e Transportes, Juvir Costella, de Governança e Gestão Estratégica, Cláudio Gastal, e extraordinário de Parcerias, Bruno Vanuzzi, além dos deputados Estaduais, Tiago Simon e Fran Somensi, e o superintendente Sandro Wagner Vaz dos Santos, da 2ª Superintendência Regional – Bento Gonçalves do Daer.

O presidente da Famurs reforçou a importância do encontro e que “a região precisa de estradas boas e este é o nosso papel. A Serra Gaúcha por aquilo que representa, por aquilo que faz, necessita ter condições para transportar seus produtos”, comentou Cettolin.

A malha viária é composta pelo famoso Triângulo de Acesso a Serra: ERS-446 (São Vendelino a Carlos Barbosa), ERS-122 (São Vendelino a Farroupilha), RSC-453 (entre Bento Gonçalves, Garibaldi e Farroupilha) e VRS-813 (Garibaldi a Farroupilha), totalizando cerca de 86 km de extensão. Costella reconheceu a necessidade de aplicação dos programas de concessões para viabilizar parcerias que possibilitem execuções nessas estradas. “Vamos buscar, dentro da medida do possível, concessões em parceria com a iniciativa privada para uma solução definitiva”, comentou.

O prefeito de Bento Gonçalves reforçou a construção conjunta e alternativa, mas que “precisamos de infraestrutura e que o Estado faça a sua parte da forma mais rápida. Precisamos de sinalizadores e redutores de velocidade, não aguentamos mais ver vidas sendo ceifadas nessas rodovias que estão se tornando um caos para a saúde da nossa gente”, lamentou Pasin, que cobrou também atenção ao acesso a Tamandaré.

A proposta é instalar uma praça de pedágio em São Vendelino, já que o local é rota de todos os municípios para Porto Alegre. O dinheiro recolhido seria aplicado, a longo prazo, na recuperação das vias. No entanto, a decisão depende da conclusão de um estudo técnico de viabilidade. 

Participaram também do encontro prefeitos de Monte Belo do Sul, Adenir Dallé, de Pinto Bandeira, Hadair Ferrari, Santa Tereza, Gilnei Fior, Boa Vista do Sul, Aloisio Rissi, Flores da Cunha, Lídio Scortegagna, entre outros, além do secretário de Governo de Bento Gonçalves, Carlos Quadros, vereadores, representantes de entidades empresariais, como o presidente do CIC BG, Elton Gialdi.

Assessoria de Comunicação Social da Prefeitura 

Fotos: Franciele Gonçalves 

Secretário Estadual de Logística e Transportes, Juvir Costella, apresenta solução através de concessões
Presidente da Famurs e prefeito de Garibaldi, Antonio Cettolini, cobra melhorias
Presidente da Amesne e prefeito de Bento Gonçalves, Guilherme Pasin, lamenta condições das estradas



Deixe uma resposta

hasiltogel.xyz