Prefeitura de Bento Gonçalves estuda projeto para revitalização e modernização da iluminação pública.

Bento Gonçalves deve lançar no primeiro semestre deste ano um edital de Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) para a concessão da modernização, expansão, gestão e manutenção da rede de iluminação pública do Município. O objetivo é atualizar o parque de iluminação pública da cidade, com a troca integral das atuais lâmpadas por luminárias de LED, garantir a manutenção constante do serviço e criar mecanismos de controle de gestão que facilite o atendimento ao usuário.

 

No ano passado, a Prefeitura já havia autorizado, sem ônus, a realização de estudos de viabilidade técnica e financeira para a Companhia Paulista de Desenvolvimento, empresa especializada nesta área, a fim de estruturar o estudo de Parceria Público-Privada (PPP).

 

Os estudos apresentados já estão em análise pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e de Mobilidade Urbana. O contrato formulado consiste na ampliação e a troca de todos os 13 mil pontos de luz por lâmpadas que reduzam o consumo de energia e ampliem a luminosidade, além da manutenção do serviço entre 15 a 25 anos.

 

“O PMI é uma moderna forma de recebimento de projetos por parte da Administração. Não há ressarcimento dos projetos a não ser em caso de vitória na licitação por empresa diferente da que realizou o trabalho, em teto fixado pela municipalidade”, destaca o secretário de Desenvolvimento Econômico, Sílvio Bertolini Pasin.

 

Outra necessidade será a implantação da telegestão. Com isso, todas as lâmpadas serão acionadas por um sistema único que garante ao operador da rede saber a exata localização de cada ponto de luz e receber quase instantaneamente informações de desempenho e de falhas, como, por exemplo, lâmpadas queimadas no sistema. Essa agilidade facilita a manutenção da rede, pois os problemas não dependem apenas de rondas.

 

“Hoje, as lâmpadas são acionadas por fotocélulas que quando escurece, a luz é acesa. O problema é que esse é um sistema passível de erros, fazendo com que alguns postes não liguem ou não desliguem, sem contar as luminárias, e outros componentes que precisam ser substituídos rapidamente”, ressalta o secretário de Mobilidade Urbana, Amarildo Lucatelli.

 

Depois de lançada a PMI, o Comitê Gestor das PPPs, que já foi instituído, fará análise das propostas e posteriormente o edital de chamamento de empresas que queiram fazer a parceria com o Município.

 

O projeto também visa garantir maior segurança aos munícipes, “a partir dessa modernização, além de diminuirmos consideravelmente os locais ermos propícios à ação de deliquentes, poderemos inclusive através de um sistema moderno e inteligente, ter a possibilidade de incluirmos câmeras de videomonitoramento acopladas no sistema de lâmpadas de LED. Por meio dessa iniciativa, iremos possibilitar que a Brigada Militar possa ter acesso através dessas câmeras, a locais hoje não monitorados, ampliando dessa forma, a prevenção de delitos”, afirma o secretário de Segurança, tenente coronel José Paulo Marinho.

 

 

Assessoria de Comunicação Social

Foto: Arquivo ASCOM




Deixe seu comentário !