AÇÕES DA BRIGADA MILITAR RESULTAM EM 32 DIAS SEM HOMICÍDIOS REGISTRADOS EM BENTO GONÇALVES

0
66

Esta News tem o apoio de: CIC Garibaldi

O comando da Brigada Militar do 3º Batalhão de Policiamento em Áreas Turísticas (3° BPAT), está atuando diariamente e incansavelmente no controle dos índices criminais, dentre eles os homicídios, crime este responsável por causar maior insegurança na sociedade de um modo geral.

O 3° BPAT é responsável pelo policiamento de 25 municípios da Serra Gaúcha, dentre eles Bento Gonçalves, Capital do Vinho e sede do batalhão. Já são 32 dias sem um único homicídio registrado, sendo por enquanto o segundo maior período sem mortes desde 2018 (ano em que o número de homicídios alcançou seu ápice no município – 52 mortes), ficando atrás somente dos 35 dias entre 24 de novembro e 30 de dezembro de 2018. Em comparação ao ano passado, o maior período sem homicídios foi superado (30 dias entre 14 de fevereiro e 17 de março de 2019).

A crescente onda de homicídios dos últimos anos está diretamente ligada à disputa entre organizações criminosas pelo controle da venda de drogas. A Brigada Militar combate essas organizações através de ações policiais específicas, como por exemplo a ação ocorrida em 24 de Setembro de 2019, na localidade de Passo Velho, interior de Bento Gonçalves, em que foram presos cinco suspeitos de tráfico de drogas ligados à uma facção criminosa. Na ocasião foram apreendidos mais de 12 kg de maconha, 2 kg de cocaína, dinheiro, duas pistolas (.380 e 9mm), duas espingardas calibre 12, e um fuzil calibre .556, armamento considerado de grosso calibre, além de vasta munição.

Outro fator crucial são os reforços e o aumento no número de abordagens, contando com o auxílio de horas-extras e apoio do Batalhão de Choque da Serra. Conforme explica o comandante do batalhão, Tenente Coronel Paulo Cesar de Carvalho, as abordagens policiais foram aumentadas em 47%, consequentemente aumentou o número de apreensões de armas, drogas, prisão de foragidos e condução de apenados descumprindo a prisão domiciliar, refletindo diretamente não só no controle da taxa de homicídios, mas também de outros índices criminais, desse modo transmitindo segurança a toda a comunidade.

Fonte: 3° BPAT

Deixe seu comentário !