BENTO ATRAI CERCA DE 350 MIL VISITANTES NO PRIMEIRO TRIMESTRE DESTE ANO

100

O turismo em Bento Gonçalves tem alavancado cada vez mais e o município tem se consolidado como uma dos principais destinos do Brasil. No primeiro semestre deste ano, 350.023 visitantes passaram pela Capital do Vinho, segundo dados da Secretaria Municipal de Turismo. Os números foram divulgados durante reunião realizada com o Trade Turístico e o Conselho Municipal de Turismo (Comtur), nesta terça-feira, 14, no Benevento Chocolate & Café, nos Caminhos de Pedra.

Na oportunidade, a presidente do Comtur, Márcia Ferronatto, reforçou a programação do Dia do Vinho Brasileiro, que acontece de 17 de maio a 2 de junho, reunindo mais de 700 atividades espalhadas no país. “Este não é um evento de apenas um dia, mas serão 15 dias que vão enaltecer as experiências de nossa região”, pontuou. Em Bento, mais de 70 atrações estão marcadas para o período.

O gestor de projetos de Turismo do Sebrae Emerson Monteiro apresentou o Projeto Estadual Investe Turismo, um espaço destinado a ações de promoções de destinos, visando o crescimento de empresas, através de mapeamento turístico.

Turismo acessível também foi pauta da reunião. O presidente do Conselho Municipal de Deficientes Físicos (Comudef), Bruno Soares, destacou a importância de os empreendimentos voltados ao turista investirem em acessibilidade a todo tipo de deficiente ou necessidade.

O vinho encanado retorna às ruas de Bento. Nos dias 1, 2, 8 e 9 de junho, das 11h às 18h, a Via Del Vino recebe também uma série de programações com o objetivo de trazer o agricultor e visitantes para o centro da cidade. Dentre as atrações, estão Desfile de Carros Alegóricos, Mercatino e shows e atrações culturais.

Dados do turismo em Bento

Tempo de permanência – 2018: 1,94

                                     2019: 2,04

Total de visitantes – 2018: 321.299

                              2019: 350.023

Do total, 45,04% são vindos de outras cidades do Rio Grande do Sul, seguido de São Paulo (14,26%), Santa Catarina (8,24%), e o restante dividido entre Paraná, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Distrito Federal, Goiânia, Espírito Santo, Bahia e Ceará.  




%d blogueiros gostam disto: