Campanha Faça Bonito encerra com seminário

24

Garibaldi contou com um grande trabalho de conscientização pelo combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes no mês de maio. Neste ano, a campanha Faça Bonito foi ampliada e contou com uma programação mais diversificada, organizada pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Habitação, Trabalho e Assistência Social e o Centro de Referência Especializado da Assistência Social (CREAS).

Após atividades com estudantes e a 6a edição da caminhada Faça Bonito mobilizarem centenas de pessoas, foi realizado nesta segunda-feira, dia 27, o I Seminário Municipal sobre Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes: Conceitos e Preconceitos. A atividade reuniu profissionais da saúde, educação, assistência social e a comunidade em geral no Centro de Convivência de Idosos (CCI).

No seminário, o promotor de justiça Paulo Manjabosco abordou a prevenção e proteção na ótica do judiciário; os conselheiros tutelares Flávia Bianchi e Valmor Conte trabalharam a identificação dos casos; a enfermeira e coordenadora da Rede de Vigilância da Violência, Rose Foppa, falou sobre a abordagem e encaminhamento dos casos; e as técnicas do CREAS, Adriana Lazzarotto e Zélia Ló Guiot, abordaram os principais desafios no atendimento e acompanhamento das vítimas, para superação e enfrentamento.

“Temos estrutura para apoiar as vítimas neste tipo de situação e, para que os casos cheguem até nós, contamos com o trabalho de todos os participantes desta rede”, afirmou o secretário Calvete Poleto, que agradeceu o empenho dos profissionais na qualificação e lembrou a importância deste trabalho para as crianças e adolescentes.

Caxias do Sul é a referência para o atendimento de saúde nesses casos aos 49 municípios da 5ª Coordenadoria Regional de Saúde, mas desde 2015 Garibaldi é pioneiro no atendimento das vítimas no próprio município, por meio da Secretaria Municipal da Saúde e do Hospital Beneficente São Pedro.

O seminário ainda contou com a apresentação do Coro Cultural Seja, formado pelos integrantes do Centro Social e Cultural São José.

Crédito das fotos: Priscila Pilletti




Deixe uma resposta