Categorias

Comunidades do interior receberam ações do Censo Vacinal

402

Moradores da área rural de Garibaldi receberam as atividades do Censo Vacinal da Febre Amarela em suas comunidades no último sábado, dia 13.

Profissionais da Secretaria Municipal da Saúde estiveram em nove diferentes postos de saúde e salões comunitários, conferindo as carteirinhas de vacinação e aplicando a imunização a quem ainda não havia recebido a dose contra a Febre Amarela. Mais de 150 cadernetas foram verificadas e 15 vacinas foram aplicadas.

O objetivo da ação, realizada em todo o Estado, foi fazer uma análise da cobertura vacinal das áreas do interior. Esta medida considera ideal a aplicação da dose antes do período de maior incidência da Febre Amarela, que são os meses de verão.

“A imunização contra a Febre Amarela entrou no calendário vacinal em 2009 e, naquela época, muitas pessoas já se vacinaram”, lembra a coordenada da Unidade Básica de Saúde (UBS) Central, Rachel Bombardelli. É necessária apenas uma dose para toda a vida.

Entre 2008 e 2009, o Rio Grande do Sul declarou emergência em saúde pública por Febre Amarela, registrando 21 casos da doença com 9 óbitos. Todas as vítimas eram residentes em área rural e não vacinadas.

Desde 2017, o país tem passado pelo maior surto da doença na história recente, com 418 óbitos em 2018 e 15 óbitos em 2019, dois deles em Santa Catarina.

Diante deste cenário, o Estado tem adotado várias medidas preventivas à doença e entre elas está a identificação de pessoas não vacinadas que residem em área rural e imunizá-las.
? Priscila Pilletti




Deixe uma resposta