2º Seminário de Prevenção ao Suicídio reuniu 2 mil pessoas

213

A primeira atividade alusiva ao Setembro Amarelo em Garibaldi neste ano contou com grande adesão da comunidade nesta quarta-feira, dia 10. No Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, o segundo seminário com a temática reuniu cerca de duas mil pessoas na Associação de Motoristas de Garibaldi (AMG).

O seminário foi dividido em três momentos, para contemplar estudantes, profissionais da saúde e a comunidade em geral.

O palestrante Abel Petter, psicólogo, membro da Associação Brasileira de Estudos e Pesquisas em Suicídio (ABEPS) e técnico pericial, ressaltou a importância do equilíbrio entre saúde física, mental, espiritual e social. “Em 2014, foram contabilizadas mais de um milhão de mortes por suicídio em todo o mundo”, informou ele.

Ao receber os participantes, o vice-prefeito Antonio Fachinelli salientou a importância da participação dos jovens no evento. O suicídio é a segunda maior causa de mortes de pessoas de 15 a 29 anos de idade no mundo.

O seminário foi uma realização da Prefeitura de Garibaldi, por meio das Secretarias Municipais da Saúde e Habitação, Trabalho e Assistência Social.

Saiba mais

Em Garibaldi, apenas entre janeiro e agosto deste ano, foram 67 casos notificados de violência autoprovocadas e tentativas de suicídio, quatro deles consumados.

“Quando o caso de autoagressão é conhecido, temos que fazer a notificação compulsória e, a partir disso, a Rede de Vigilância da Violência conta com todos os serviços necessários, como psicóloga, assistente social e apoio do hospital”, informa a coordenadora da campanha em Garibaldi, Rose Foppa.

Neste ano, o CREAS passou a desenvolver um projeto de grupos de autoajuda a familiares e amigos de quem tentou o suicídio, com o intuito de entender o seu porquê. “O núcleo familiar também é afetado pela culpa quanto ocorrem as autoagressões”, lembra a psicóloga do CREAS, Adriana Lazzarotto. Os encontros ocorrem na sede do CREAS quinzenalmente, nas terças-feiras, das 17h30 às 18h30.

Mais atividades

As Unidades Básicas de Saúde (UBSs) contam com material informativo sobre a prevenção ao suicídio. O livreto conta com orientações preventivas para amigos e familiares, dicas para manter a saúde mental, sinais de alerta, fatores de risco e contatos para encaminhamento.

Na próxima terça-feira, dia 17, haverá mais um momento de discussão sobre o tema. A Secretaria Municipal de Habitação, Trabalho e Assistência Social realizará uma tarde de debate sobre autoagressão e suicídio, e propostas referentes as políticas públicas que podem ser implementadas. O encontro será no Centro de Convivência de Idosos (CCI), das 13h30 às 17h, com a seguinte programação:

– Palestra com Cesar Reichert, médico psiquiatra do CATES, sobre o tema “Autoagressão e tentativa de suicídio: precisamos entender para prevenir”;

– Explanação do tema “Discussões atuais sobre autoagressão e suicídio” pela coordenadora do Centro de Valorização da Vida (CVV), Luiza Caumo;

– “Conhecendo a rede: propostas de políticas públicas referentes ao tema”, com as técnicas do CREAS Adriana Lazzarotto e Zélia Ló Guiot.




Deixe uma resposta