Cooperativa Vinícola Garibaldi integra associados em 5° Seminário de Produção Orgânica

91

Aplicando de forma prática o slogan de que a vida deve ser vivida em harmonia, a Cooperativa Vinícola Garibaldi integrou mais de 30 associados no 5° Seminário de Produção Orgânica, realizado dia 15 de julho, na sede administrativa, em Garibaldi.

O encontro temático reuniu viticultores que cultivam uvas seguindo as determinações que regulamentam a produção orgânica – segmento que vem conquistando crescente participação no mercado e na preferência dos consumidores por seus atributos relacionados à saúde e qualidade de vida e, também, preceitos de sustentabilidade. No Rio Grande do Sul, a safra de 2019 registrou produção superior aos 628 mil litros de suco de uva orgânico e 42 mil litros de vinho orgânico. Essa é primeira vez que os produtos dessa categoria aparecem no relatório SISDEVIN/SDA (Sistema de Cadastro Vinícola), elaborado pela Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural do estado do Rio Grande do Sul.

A programação do 5° Seminário de Produção Orgânica iniciou com a mensagem de boas-vindas do presidente da cooperativa, Oscar Ló, e seguiu com as apresentações técnicas de Lucas Garrido, da Embrapa, sobre o uso de microrganismos no controle de doenças da videira; e Sérgio Cruz, da AGRINOR, tratando do tema ‘como reproduzir os microrganismos na sua propriedade’. Na parte da tarde, houve troca de experiências e depoimentos entre viticultores orgânicos e interação com o departamento técnico da Cooperativa Vinícola Garibaldi.

Incentivadora de práticas que oportunizem novas oportunidades de negócios a seus associados – e estimulem o desenvolvimento sustentável em todas as etapas do processo produtivo – a Cooperativa Vinícola Garibaldi vem investindo na produção de orgânicos como diferencial de seu portfólio. “O projeto de produção orgânica está alinhado a nossa missão: gerar valor à Cooperativa, ou seja, a todas as partes envolvidas em sua operação, desde os associados, colaboradores, fornecedores, consumidores, comunidade; e também a questão da sustentabilidade, diretamente relacionada às práticas desse segmento. Apostamos nesse projeto especialmente por acreditarmos na importância de uma produção mais limpa, que agrega qualidade de vida, um processo de harmonia. E, também, pelo potencial de crescimento, enquanto negócio, que esse filão representa. É um projeto importante, que cultivamos com carinho, acreditando em sua expansão”, disse o presidente Oscar Ló.

Legendas:

5° Seminário de Produção Orgânica reuniu associados na Cooperativa Vinícola Garibaldi

Oscar Ló, presidente da Cooperativa Vinícola Garibaldi disse que o projeto de produção orgânica esta alinhado a missão de gerar valor à cooperativa.

Crédito Exata Comunicação




Deixe uma resposta