Liga Jovem se une aos bombeiros em busca de recursos para a corporação

33

Responsáveis por socorrer e salvar vidas todos os dias, hoje é a Corporação de Bombeiros Voluntários de Garibaldi que respira por aparelhos e necessita de ajuda. A Liga Jovem de Garibaldi – núcleo vinculado à Liga Feminina de Combate ao Câncer, se une aos bombeiros e lança uma campanha de arrecadação de recursos.

De acordo com a tesoureira da corporação, bombeira Érica Geremia, os gastos mensais necessários para manter a instituição em funcionamento de segunda a segunda são superiores ao valor total angariado no período, por isso, há uma defasagem cada vez mais difícil de ser suprida. Além de atrasar o sonho da nova sede, a crise financeira pela qual passa a entidade também impede que sejam feitos investimentos em melhores condições de trabalho para a equipe, manutenção das instalações, entre outras carências.

Com o intuito de minimizar o déficit financeiro da corporação, a presidente da Liga do Câncer, Lisiane Carlotto Scomazzon, informa que a campanha terá duas principais frentes. A primeira será por meio da conta de energia elétrica daqueles que desejam ajudar. O titular da conta preenche um formulário autorizando o repasse do valor que deseja doar mensalmente e a RGE faz o pagamento automático aos bombeiros. Podem participar pessoas físicas e jurídicas, sendo que o valor mínimo é de apenas R$ 2,00.

A outra forma de arrecadação consiste no recolhimento de garrafas pet e tampinhas de plástico, que posteriormente serão comercializados e revertidos em renda. Além de angariar recursos, a iniciativa também possui responsabilidade socioambiental, já que o material deixa de virar lixo e é encaminhado para reciclagem.

As jovens voluntárias da Liga farão um mutirão pela cidade em busca de assinaturas para a contribuição espontânea. Vale lembrar que o processo é transparente, intermediado pela Associação dos Bombeiros Voluntários do Rio Grande do Sul (Voluntersul), e os repasses podem ser interrompidos sem complicações assim que for do interesse do titular. Essa modalidade de arrecadação já existe na cidade desde 2013, mas a ideia agora é ampliá-la.

Conforme a bombeira e tesoureira Érica, são 39 anos de atuação na cidade e um incontável número de salvamentos desde então. Mas, para continuar prestando esse serviço, a corporação precisa mais uma vez da ajuda das pessoas. Érica faz um apelo à comunidade garibaldense e agradece a parceria com a Liga Jovem. “Assim que souberam da nossa situação, prontamente entraram em contato conosco, nos trouxeram ideias, se propuseram a nos ajudar. Dessa forma, estamos unindo forças para um mesmo intuito, salvar vidas”, reforça.

Por Rádio Estação FM 89.5|Créditos: Divulgação




Deixe uma resposta