Mais um estabelecimento de Bento Gonçalves conquista selo do SUSAF

A Casa de Carnes Razzera é o terceiro estabelecimento de Bento Gonçalves a conquistar o selo do Sistema Unificado de Sanidade Agroindustrial Familiar, Artesanal e de Pequeno Porte (SUSAF), que permite a comercialização dos produtos de origem animal em todo o Estado. O prefeito Guilherme Pasin entregou na manhã desta terça-feira, 7, um certificado de reconhecimento a agroindústria.

Para conseguir o selo e realizar este comércio intermunicipal, o estabelecimento obteve a aprovação e indicação do Serviço de Inspeção Municipal (SIM), por meio da entrega de documentação necessária ao setor. O objetivo é melhorar a qualidade da produção, aumentar a geração de renda, qualidade de vida e contribuir na sucessão familiar rural.

A empresa possui uma rede composta por duas lojas e um frigorífico na cidade de Farroupilha, e uma filial em Bento Gonçalves, totalizando cerca de 65 funcionários. Na sede da Capital do Vinho, são fabricados os produtos que serão revendidos nas outras filiais, contando com sete funcionários e uma produção de aproximadamente 1 (uma) tonelada, entre bifes, empanados e temperados de frango.

Para o proprietário, Amauri Razzera, com a adesão ao SUSAF, as vendas devem ser potencializadas. “É muito importante ter esse selo porque nos permite a exportação para outros municípios, fazendo com que consigamos atender nosso cliente da melhor forma. Estamos numa crescente de vendas. Com o apoio que tivemos da Prefeitura e da Secretaria de Agricultura, o processo para a regularização foi mais rápido. Estamos muito satisfeitos”, destacou.

O secretário de Desenvolvimento da Agricultura, Dorval Brandelli, acompanhou o ato e salientou a importância de ações como esta para o Município. “Estamos felizes por oportunizar a mais uma agroindústria a possibilidade de prosperar e crescer cada vez mais, e com isso, gerar empregos para a comunidade e renda para a cidade”.

O prefeito Guilherme Pasin comemorou a conquista. “Mais um estabelecimento passa a contar com o selo que permite a comercialização do seu produto em todo Estado. Quem ganha são os consumidores, que estão recebendo produtos com qualidade, e feitos diretamente em nossa cidade”, disse.

O coordenador do SIM, Cristiano Selbach, o técnico agrícola Rudinei Heissler e funcionários da empresa acompanharam o encontro.

 

 

Assessoria de Comunicação Social

Fotos: Laura Kirchhof




Deixe uma resposta