Pinto Bandeira será, oficialmente, a Capital Estadual do Pêssego de Mesa

819

Por indicação do deputado Sérgio Turra (Progressistas), o município de Pinto Bandeira, na serra gaúcha, será reconhecido como a Capital Estadual do Pêssego de Mesa.

O Projeto de Lei foi aprovado com unanimidade na sessão plenária de terça-feira, 24, da Assembleia Legislativa. A proposta atende ao pedido do vice-prefeito de Pinto Bandeira, Daniel Pavan, e do vereador, Adair Rizzardo.

Junto com Bento Gonçalves, Pinto Bandeira é responsável por 14,7 % de toda a produção de pêssegos do país. O índice foi apontado em levantamento feito pelo Sistema de Informação e Estatística de Mercado, da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (SIEM-CEAGESP). Além disso, a cidade com um pouco menos de três mil habitantes é popularmente conhecida pelas belezas das paisagens das lavouras de pêssego. “Pinto Bandeira tem, no setor primário, a base da sua economia. Grande parte se refere a produção de frutas, especialmente in natura. É uma cidade que contribui ativamente para economia de todo nosso Estado, o que torna justo o reconhecimento”, diz Turra.

De acordo com dados da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater/RS), Pinto Bandeira possui cerca de quatrocentas propriedades rurais, sendo que mais de mil hectares tem o cultivo da fruta. A produção média de pêssegos é de dezoito toneladas por hectare.

Conforme o vice-prefeito, o reconhecimento destaca o município no cenário estadual e nacional. “Foi um anseio toda a comunidade, que se organizou para agilizar o recebimento deste título de grande importância para nossa economia”, explica. 

Agora, o projeto segue para ser sancionado pelo governador, Eduardo Leite.




Deixe uma resposta