Jornal Cidades da Serra - Bento Gonçalves - Rio Grande do Sul - Brasil
Aprovale e prefeitos cobram retomada do projeto da ciclovia no Vale dos Vinhedos
By Volben Propaganda On 12 maio, 2016 At 06:06 PM | Categorized As Slider Inicial, Variedades | With 0 Comments

 

Comitiva Forum Intermunicipal Vale dos Vinhedos Secretaria Transportes RS Maio 2016

SONY DSC

SONY DSC

logo Ciclovia Vale dos Vinhedos 2Solicitação feita ao Governo do Estado pede reinício imediato do projeto que possui licitação e contrato aprovados desde 2010

 

A Associação de Produtores de Vinhos Finos do Vale dos Vinhedos (Aprovale) e as prefeituras de Bento Gonçalves, Monte Belo do Sul e Garibaldi estão mobilizadas para a retomada do projeto Ciclovia do Vale dos Vinhedos. Em recente reunião com o diretor-geral da Secretaria dos Transportes, Vicente de Britto Pereira, representantes dos três municípios destacaram a importância do projeto para a região. “Estamos convictos de que este é o momento certo de dotar o principal destino enoturístico do país de um equipamento capaz de trazer segurança, integração regional, mobilidade para turistas e residentes, impactando decisivamente no desenvolvimento social e econômico do Vale dos Vinhedos”, destacou a diretora da Aprovale, Deborah Villas-Bôas Dadalt.

 

O projeto para a construção da ciclovia na ERS-444 foi concluído em junho de 2010. A obra estimada em R$ 5,7 milhões, com recursos do governo do Estado, prevê a construção de uma pista de 8,25 quilômetros de extensão a ser executada pela EBS Construções Ltda., vencedora da licitação. A Secretaria dos Transportes irá analisar o andamento do projeto e um próximo encontro será marcado para a sua discussão. “A maior prova da importância da ciclovia é esta bela união entre os municípios de Bento Gonçalves, Monte Belo do Sul e Garibaldi, que demonstra a força da região Uva & Vinho no nosso Estado”, acrescentou Pereira.

 

Também participaram da reunião Guilherme Pasin e Gilberto Durante, respectivamente prefeito e secretário de Turismo de Bento Gonçalves; Lírio Turri e Luciano Benvenutti, prefeito e secretário de Turismo de Monte Belo do Sul; Antônio Fachinelli, vice-prefeito de Garibaldi;  Volnei Christofoli, sub-prefeito do Vale dos Vinhedos; Aldemir Dadalt, membro do Conselho Superior da Aprovale e sócio-diretor do Spa do Vinho, e Orestes de Andrade Jr., vice-presidente da ABS-RS (Associação Brasileira de Sommeliers).

 

Ciclovia nasceu em 2005

Desde 2005 a Aprovale reivindica a construção de uma ciclovia em sua principal via de acesso, a rodovia estadual RS 444, onde estão localizados os principais atrativos turísticos do Vale dos Vinhedos. O trecho, conhecido como “Estrada do Vinho”, abriga mais de 30 vinícolas, restaurantes, hotéis, pousadas, comércio e produtores rurais, porém sua rodovia não possui acostamento, áreas de escape, iluminação ou calçada para pedestres. Só em 2015, a região recebeu mais de 397 mil visitantes. “A insegurança causada pela rodovia impede o motorista de parar para apreciar a beleza do vale e dificulta seu acesso a muitos estabelecimentos. O turista acaba se dirigindo apenas a locais pontuais, reduzindo seu tempo de permanência na região. É clara a necessidade de possibilitar ao visitante usufruir de degustações e enogastronomia sem depender exclusivamente de automóveis para circular entre as vinícolas e restaurantes. Por fim, a ciclovia também ensejaria a prática de várias atividades esportivas e de lazer para famílias, além de contribuir significativamente para a mobilidade de turistas e dos próprios habitantes do vale”, relatou a diretora da Aprovale.

 

Aprovale

A Associação dos Produtores de Vinhos Finos do Vale dos Vinhedos (Aprovale) conta com 26 vinícolas associadas e 43 empreendimentos de apoio ao turismo, entre hotéis, pousadas, restaurantes, artesanatos, queijarias, ateliês de artesanato e antiguidades entre outros estabelecimentos. A entidade controla os produtos protegidos pela Indicação Geográfica do Vale dos Vinhedos e a sua gestão.

 

Fotos: Aprovale/Divulgação

Leave a comment

You must be Logged in to post comment.