HBSP OPERA COM BAIXOS ESTOQUES DE SANGUE E REALIZA CAMPANHA PARA DOAÇÃO 

0
424
Coleta acontecerá no sábado, 10 de julho, no Hemovita, em Caxias do Sul. Transporte com saída de Garibaldi será totalmente gratuito.
 

Para minimizar os impactos da expressiva diminuição da taxa de doadores voluntários de sangue, o Hospital Beneficente São Pedro (HBSP) mobiliza a comunidade a inclinar o olhar para as doações. Neste sábado, 10 de julho, a instituição disponibilizará de transporte gratuito, com saída às 07h30min, defronte ao hospital, sentido ao Hemovita, em Caxias do Sul. Pessoas entre 16 e 69 anos estão convidadas a participar e a confirmação deverá ser feita pelo WhatsApp (54) 98406 1084 ou e-mail rangel@hbsp.com.br.
Um dos organizadores da ação, o gerente executivo do HBSP, Rangel Caríssimi, enfatiza que a vida de quem passou por intervenções médicas de grande porte tem sido ameaçada por conta dos estoques nos hemocentros carecerem de doações. “No HBSP, estamos operando no limite das reservas. Por isso, é de suma relevância que a comunidade atenda a este chamado. Uma única coleta poderá salvar até quatro vidas. É rápido, indolor e você sai satisfeito, um gesto solidário que proporciona a nobre sensação de ter ajudado quem precisa.”
O diretor do hospital, Jaime Kurmann, reforça que o Hemovita tem intensificado as medidas de higiene necessárias para contenção da disseminação do coronavirus, e está preparado para receber os candidatos com segurança.  “Não há o que intimidar-se, uma vez que protocolos rígidos estão sendo obedecidos para evitar a propagação do vírus, sem risco para os doadores”, reforça. “A coleta é finalizada entre 8 e 12 minutos.”
Os gestores desafiam as empresas locais a incentivarem seus colaboradores a doar, da mesma forma que familiares de pessoas hospitalizadas ou aqueles que venceram a Covid-19 também possam estimular a prática da doação. “Doar sangue é um ato de solidariedade com o próximo”.

    QUEM PODE/NÃO PODE DOAR
Para doar é preciso ter entre 16 e 69 anos, estar bem alimentado (a), em boas condições de saúde e pesar mais de 50kg. Pode ser realizada voluntariamente de quatro em quatro meses, sem qualquer risco para a saúde. O organismo repõe o volume de sangue doado nas primeiras 72 horas após a doação.
Algumas recomendações são importantes para o sucesso da doação e o aproveitamento do sangue, entre elas não ingerir alimentos gordurosos na véspera e no dia da doação e respeitar o prazo de 12 horas, tratando-se de bebidas alcoólicas.
Estão impedidos de doar pessoas com diarreia recente, tosse, febre, gripe, resfriado, coriza ou com processo alérgico, que colocaram piercing há menos de 12 meses e que tenham tido contato com a hepatite B após os 11 anos de idade. Grávidas e mulheres no pós-parto não podem doar temporariamente.
    Não há manifestação mais bonita que doar seu próprio sangue para salvar outras vidas! 

CAMPANHA DE DOAÇÃO DE SANGUE – HBSP 
Data: 10 de julho de 2021
Saída: Defronte ao Hospital Beneficente São Pedro, às 07h30
Doações: Hemovita
Edifício Century – R. Sinimbu, 520 – 6° andar – Bairro Lourdes – Caxias do Sul/RS
Tempo individual de doação: 8 a 12 minutos
Mais informações: WhatsApp (54) 98406 1084
Transporte gratuito

REQUISITOS PARA DOAR SANGUE
Estar alimentado. Evitar alimentos gordurosos nas 4 horas que antecedem a doação de sangue.
Caso seja após o almoço, aguardar 2 horas.
Ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas.
Pessoas com idade entre 60 e 69 anos só poderão doar sangue se já o tiverem feito antes dos 60 anos.
A frequência máxima é de quatro doações de sangue anuais para o homem e de três doações de sangue anuais para as mulheres.

IMPEDIMENTOS TEMPORÁRIOS 
Gripe, resfriado e febre: aguardar 7 dias após o desaparecimento dos sintomas;
Período gestacional;
Período pós-gravidez: 90 dias para parto normal e 180 dias para cesariana;
Amamentação: até 12 meses após o parto;
Ingestão de bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação;
Tatuagem e/ou piercing nos últimos 12 meses (piercing em cavidade oral ou região genital impedem a doação);
Extração dentária: 72 horas;
Apendicite, hérnia, amigdalectomia, varizes: 3 meses;
Colecistectomia, histerectomia, nefrectomia, redução de fraturas, politraumatismos sem sequelas graves, tireoidectomia, colectomia: 6 meses;
Transfusão de sangue: 1 ano;
Vacinação: o tempo de impedimento varia de acordo com o tipo de vacina;
Exames/procedimentos com utilização de endoscópio nos últimos 6 meses;
Ter sido exposto a situações de risco acrescido para infecções sexualmente transmissíveis (aguardar 12 meses após a exposição).

IMPEDIMENTOS DEFINITIVOS 
Ter passado por quadro de hepatite após os 11 anos de idade;
Evidência clínica ou laboratorial das seguintes doenças transmissíveis pelo sangue:  Hepatites B e C, AIDS (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV I e II e Doença de Chagas;
Uso de drogas ilícitas injetáveis;
Malária.

Foto: Cléber Brauner/Studio Elefante Com

ANDIONARA BOARO
Assessora de Comunicação
Jornalista MTb 0018002/RS