Profissionais discutem e alertam sobre crianças portadoras do transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH)

0

A live deste sábado (12/09) conduzida pelas profissionais: Mariana Crisóstomo (pedagoga), Juliana Leão (Terapeuta Ocupacional) e Aminadabe Bruno (psicóloga) mediada por João Crisóstomo, abordou como tema: “Déficit de Atenção e Hiperatividade” (TDAH).

Os principais sinais de uma criança portadora de TDAH são: desatenção, hiperatividade, impulsividade, ansiedade, indisciplina, agitação e um baixo desenvolvimento escolar. Os fatores associados a doença podem estar relacionados a um ambiente familiar conturbado, genética, ingestão de álcool durante a gestação ou parto prematuro.

O Déficit de Atenção e Hiperatividade atinge 5% das crianças do mundo todo e 2% na fase adulta, a hiperatividade é mais comum entre o sexo masculino, já o déficit de atenção atinge mais o sexo feminino, que tem forte relação com o comprometimento escolar.

O TDAH atrapalha na vida escolar e na fase adulta na vida profissional e pessoal, já que entre os seus maiores prejuízos está o planejamento e a organização. A terapeuta ocupacional Juliana Leão deu dicas para auxiliar os pais que tem o filho com o diagnóstico clínico do transtorno confirmado, entre eles citou: estabelecer uma rotina com atividades escritas claramente, desenvolver atividades físicas e livres com o intuito de canalizar a energia excessiva e promover o foco e a atenção, listas visuais com passo a passo das atividades, regras claras e simples, uma ordem por vez e elogiar nos acertos e encorajar nos erros.

A próxima live do grupo ILAF “Toda Vida é Preciosa” terá como tema: “Suicídio”.

Por: Antoniéla Fonseca