Bento Gonçalves da vergonha. por C.BENINI

0
Bento Gonçalves da vergonha. por C.BENINI

Bento Gonçalves da vergonha.

Sob coordenação do prefeito Guilherme Pasin, o setor de segurança usa sete viaturas para inibir e fechar um comércio em Bento Gonçalves.

Para surpresa da população sete viaturas foram usadas para “dar uma dura” em comércio aberto na cidade forçando assim seu fechamento.
Como se o resto da cidade pudesse ficar desassistida do setor de segurança; roubos, assaltos agressões e demais casos seguem acontecendo em bairros que não são vistos ou registrados por parte da Secretaria de segurança de Bento Gonçalves.
Neste universo ficam a mercê de segurança os institutos de beleza, eletrônicas, prestadores de serviços, bares, lancherias e umas dezenas de centena de pessoas que precisam trabalhar para seu sustento.

Entre outros, o Prefeito a poucos dias aumentou os cargos e viaturas no setor de segurança de Bento Gonçalves, uma ação dúbia e clara para criação de cabide de empregos visando as eleições que vem por ai.

A atual situação mostra o total despreparo do atual Prefeito que usa de argumentos surreais de “lábia política” para desestruturar o comércio local.

Guilherme Pasin,PP, mandatário maior do município chegou a dizer em Live que: “não queiram desafiar nossas forças policiais” como que em um guerra de negócios, ameaçando os lojistas e empresários da cidade para não abrirem as lojas em afronta de seu sustento e de seus funcionários.

A retórica do prefeito Pasin, teve em sua segunda gestão um sequência de e casos infelizes contra a população, desde aumento de impostos como o da luz, pagamentos dúbios a procuradores, compra direta sem licitações entre outros.

Cabe ainda aqui um registro sobre o fechamento de dezenas de lojas na cidade, assim como a parada em definitivo de centenas serviços a população. Certamente o salário do prefeito, CCS e seus “amigos” de partidos que prestam serviços a prefeitura continuam caindo na conta no final do mês.

Lamentável Bento Gonçalves ser mais uma vez notícia negativa em rede nacional.

C.Benini