Infelizmente nós mesmos fizemos deste mundinho, uma merda. por Claudir Benini

0
375
 

Infelizmente nós mesmos fizemos deste mundinho, uma merda.

Temos a oportunidade de ver e interagir, de pensar analisar e tirar nossas
conclusões momento a momento. Enquanto alguns acordam e dormem olhando o saldo no celular, escondidos em suas mansões outros carregam papéis e latas para arrumar um almoço. Sorte ou oportunismo?

Digamos que os dois. Para alguns bastardos ignorantes que acham que seu dinheiro compra tudo, a felicidade passa longe. Um anseio de felicidade familiar reflete um relacionamento falso, estragado pelo tempo, pela falta de carinho,
pela alta de sexo, de parceria e muitas vezes por acomodação financeira. estes mesmos que se vangloreiam de suas dezenas de imóveis e casas na praia, iates, barcos ou quinquilharias que deixarão ao morrer, e quanto a morrer, cuidado pode ser de COVID, e logo. Este, o COVID, por sua vez veio para que através das mídias,  apareça o caráter e ignorância de alguns sobre alguns assuntos, onde descarregam sua raiva e demostram sua incapacidade de fazer algo ou e deixar sua marca nesse mundinho de merda. Supostamente por não ter o que fazer.

Outros por sua vez distribuem sorrisos, compram em suaves prestações aquele iPhone de vários “miréis” , achando a felicidade na ponta dos dedos, as vezes de barriga vazia, mas felizes.
Decididamente este mundinho lindo e maravilhoso que vivemos é fantástico, mas nós seres humanos conseguimos com nossa incrível capacidade de ‘mutação emocional” transformá-lo numa merda. No inteiro teor da palavra.
Pior quando, nos passamos por alguém que não somos, quando falamos para agradar os outros, vivemos pela aparência, sequelamos nossa vida, seja ela bastarda ou insignificante, para humilhar quem nos rodeia.
A lei do retorno é cruel, clara e não falha. Infelizmente nós mesmos fizemos deste mundinho uma merda, mas não é por causa disso que você vai se destruir.
Seja o que Deus quiser.

 

Claudir Benini

Jornalista Reg. Prof. MTBDRT/RS 15972