Ministério Público realiza operação contra supostos desvios na compra de insumos contra o coronavíru s noLitoral Norte gaúcho

0
127
 

Ministério Público do Rio Grande do Sul deflagrou operação e cumpre nesta terça-feira (20), 25 mandados de busca e apreensão em oito secretarias dos municípios de Cidreira, Imbé, Balneário Pinhal e Tramandaí, no Litoral Norte gaúcho.

Um ex-prefeito, um vereador, três secretários municipais, seis servidores públicos, um representante comercial, quatro empresários e três empresas são alvos da operação que investiga supostas irregularidades na compra de insumos hospitalares em meio à pandemia da Covid-19.

Os mandados de busca e apreensão se estendem para os endereços comerciais e residenciais dos investigados, todos em Balneário Pinhal, Canoas, Cidreira, Imbé, Porto Alegre, Tramandaí e Xangri-lá.

A Operação AI-Covid 3 foi desencadeada para coibir possíveis práticas de preços abusivos, pagamento de propina e outros crimes nas aquisições de insumos laboratoriais e produtos médico-hospitalares para combate e prevenção à Covid-19.

Em razão da investigação, deverão ser aplicadas medidas cautelares que proíbem o representante comercial, os quatro empresários e as três empresas de contratarem com o poder público. Com o material apreendido, os promotores poderão aprofundar as investigações do caso.