Jornal Cidades da Serra - Bento Gonçalves - Rio Grande do Sul - Brasil
Mercado Pet – Setor Pet Chega à R$ 18 Bilhões em 2015, mas não sem efeito da crise!
By Volben Propaganda On 19 jun, 2016 At 12:16 PM | Categorized As Pet, Slider Inicial | With 0 Comments

faturamento-2015-mercado-pet-1200x545_cApesar da estimativa positiva, não há desenvolvimento real do setor. O aumento do preço das matérias-primas agropecuárias (milho, soja, arroz, trigo e carnes de aves, bovinos e peixes), que compõem 95% do alimento pet, impacta o custo final, atingindo o consumidor. O segmento de pet food representou ano passado 67,3% do faturamento do setor. No entanto, em cada alimento embalado incidem 49,9% de impostos – entre IPI, ICMS-ST, Pis/Cofins. Portanto, a cada R$ 1 gasto com alimento completo, R$ 0,50 é imposto.

A carga tributária continua sendo um dos maiores entraves para o setor. Sabe-se que aproximadamente 60% do faturamento está no consumo das classes C, D e E, altamente sensíveis aos preços. Existe, deste modo, uma desaceleração em função do cenário econômico atual. Em 2016, outro grande empecilho ao desenvolvimento dessa indústria é o aumento da alíquota do IPI em 10% a partir de maio. “Participamos da criação da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva dos Animais de Estimação dentro do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e um dos principais temas é a alta tributação do setor. Com mais este aumento, as famílias serão as maiores prejudicadas. Hoje, no Brasil, estamos quase atingindo a proporção de um animal por duas pessoas. A alimentação adequada dessa população de pets é fundamental, como é a do ser humano”, afirma José Edson Galvão de França, presidente-executivo da entidade.

 

Pet e Cia

 

Leave a comment

You must be Logged in to post comment.