Em Bento Gonçalves advogado é morto a tiros após assaltantes não conseguirem acessar conta bancária por aplicativo, diz polícia

0
55
Homem, de 48 anos, foi amarrado e morto dentro de casa durante assalto no sábado (11) em Bento Gonçalves, na Serra.
 

A Polícia Civil instaurou um inquérito para investigar a morte de Roberto Fortunato Dall Agnol, advogado de 48 anos, durante um assalto em casa no sábado (11) em Bento Gonçalves, na Serra do Rio Grande do Sul.

De acordo com a delegada Maria Isabel Zerman, responsável pela investigação, a esposa de Dall Agnol contou em depoimento que os criminosos atiraram contra ele depois que não conseguiram acessar a conta bancária dele por meio de um aplicativo de celular.

“Ele foi amarrado e levado para um quarto. Os criminosos exigiram dele a senha do aplicativo do banco para celular. Ele, nervoso, teria passado a senha errada. Por conta disso, os assaltantes atiraram contra ele e fugiram em seguida”, relata a delegada Maria.

Dall Agnol foi atingido na cabeça e no tórax. A esposa dele, que também foi amarrada, conseguiu sair da casa se arrastando. Já fora, conseguiu se desamordaçar e pedir socorro para uma vizinha.

A Polícia Civil trabalha para identificar suspeitos de terem cometido o crime. O caso é tratado como sendo um latrocínio por se tratar de um roubo a residência com morte.

Em nota, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-RS) expressou pesar e solidariedade à família do advogado. “Toda ameaça, constrangimento ou ataque aos advogados e advogadas, soterra as bases da democracia e comprometem o Estado de Direito, devendo ser prontamente reprimida pelas autoridades”.