Frigorífico Nicolini é denunciado pela ARPA – Associação Riograndense de Proteção ao Meio Ambiente e aos Animais por crime ambiental.

0
146
 

A ARPA – Associação Riograndense de Proteção ao Meio Ambiente e aos Animais, após receber mais de 15 denúncias sobre o fato que envolvia as águas de Garibaldi à Santa Tereza, em visita ao arroio Marrecão e Barra Mansa, fez um percurso de mais de 40 quilômetros costeando o arroio, para descobrir de onde vinha o problema .

Nesta caminhada no leito do arroio, iniciando em Santa Tereza e finalizando em São Roque de Garibaldi foi constatado que o efluente era originado do rompimento da quarta lagoa (barragem) de decantação de efluente líquido da empresa Frigorífico Nicolini localizada em São Roque Figueira de Mello. Imediatamente Jorge Acco, registrou ocorrência na Delegacia de Polícia de Garibaldi de crime de poluição e outros crimes ambientais, ocorrido na semana passada, em que as águas dos Arroios Marrecão e Barra Mansa ficaram turvas, com espuma e o mau cheiro.

 

Em entrevista a redação do JC – Jornal Cidades, Jorge Acco, Fiscal da ARPA, a empresa em questão já teve problemas em outro momento por ter instalado estas barragens em beira de arroios, e, que é passível de acidentes de estouro ou transbordo em algum momento e que as empresas precisam ter algum tipo de ação de manutenção constante para evitar este tipo de problema. Apesar das más condições da água, não foi verificada a morte de peixes no percurso dos municípios.
O Ministério Público estará recebendo a denúncia do processo crime e serão ouvidos técnicos e proprietários, além de análise dos laudos sobre o crime ambiental.

Em contato com a direção do Frigorífico Nicolini não obtivemos retorno.

 

#DENÚNCIAS #NICOLINI #CRIMEAMBIENTAL