Jornal Cidades da Serra - Bento Gonçalves - Rio Grande do Sul - Brasil
Prefeitura destina mais de R$ 1 mi na compra de medicamentos no primeiro semestre
By Volben Propaganda On 23 jun, 2016 At 02:13 PM | Categorized As Slider Inicial, Vida e Saúde e Beleza | With 0 Comments

IMG_20160623_WA0000A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) está atuando de forma a sanar a demanda de falta de medicamentos nas farmácias da rede pública de Bento Gonçalves. Atualmente existe a falta de nove medicamentos entre os mais de 200 distribuídos pela rede pública: Dipirona gotas (dor e febre), Hioscina 10mg (dor e cólicas), Isossorbida 5mg (angina), Medroxiprogesterona 10mg (anticoncepcional), Nistatina Creme (antifúngico), Propanolol 40mg (hipertensão), Propiltiouracila 100mg (hipertireodismo), Vitamina A+D gotas e Sais de Hidratação Oral. A falta destes medicamentos deve-se ao atraso na entrega por parte dos laboratórios, que recebem semanalmente pedidos da Administração Municipal.

Conforme a integrante do setor de Controle Interno Financeiro do Fundo Municipal de Saúde, Sandra Pedrotti, a relação de medicamentos faltantes era maior até meados de maio, abrangendo cerca de 20 medicamentos. “É importante que se ressalte que alguns medicamentos estavam com empenho liberado desde o mês de fevereiro, porém, os mesmos foram entregues pelos laboratórios no final de maio, com a alegação de que o fabricante não estava dando conta da demanda”, enfatiza.

Semanalmente a Administração Municipal envia empenhos de compra de medicamentos, programando a quantidade a ser distribuída para a população nos três meses subsequentes à compra. De janeiro até 15 de junho foram empenhados R$1.166.277,69 para a compra de medicamentos, sendo que deste montante, R$ 631.234,99 foram recebidos e pagos e ainda há para receber medicamentos no valor de R$ 535.042,70. “Isso demonstra que a Secretaria de Saúde está comprometida, realizando as compras necessárias para atender a demanda”, ressalta Sandra que complementa: “Enfrentamos atrasos nos recebimentos de medicamentos pelas distribuidoras e laboratórios fabricantes. Semanalmente entramos em contato com nossos fornecedores para regularizarem as entregas e não comprometer a distribuição para a nossa população”.

De acordo com a farmacêutica da Secretaria Municipal de Saúde, Tatiana Copat Nondillo, os pacientes que necessitarem do Propanolol devem retirá-lo gratuitamente nas farmácias que fazem parte da rede “Farmácia Popular” apresentando um documento com foto onde conste o número do CPF e a receita médica com validade de até seis meses. Os demais medicamentos podem ser adquiridos com desconto na mesma rede, mediante a apresentação dos mesmos documentos, sendo que para anticoncepcionais a validade da receita é de 12 meses.

 

Assessoria de Comunicação Social da Prefeitura

Foto: Divulgação / SMS

Leave a comment

You must be Logged in to post comment.