Polícia Civil prende ‘BANDO DE VAGABUNDOS’em Farroupilha.

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia de Farroupilha, cumpriu nesta quinta-feira (18), prendeu seis pessoas por extorsão e organização criminosa, em Farroupilha. A ação, que contou com apoio da Delegacia de Roubos do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), foi decorrente do cumprimento de três mandados de busca e apreensão e cinco mandados de prisão temporária na repressão de um falso sequestro.

Segundo o delegado Rodrigo Veiga Morale, as investigações tiveram início no dia 15 de janeiro, após um pai noticiar o desaparecimento de seu filho de 18 anos. “Ele relatou que seu filho havia desaparecido na data de 11 de janeiro e logo após teria recebido ameaças de extorsões via aplicativo de mensagens, as quais exigiam que fosse entregue a quantia de 500 mil Reais para que seu filho fosse libertado”, conta o delegado. Os policiais após, autorização judicial, iniciaram a investigação com dados fornecidos pelo noticiante. Através da análise de dados telefônicos foi identificado um possível local onde seria o cativeiro. Também restou comprovado durante as investigações a participação no sequestro de jovem de seu irmão, o qual cumpre pena no Presídio Estadual de Bento Gonçalves, pelo crime de roubo e porte ilegal de arma de fogo, e de sua companheira. “A moça foi localizada no suposto cativeiro na companhia de um homem e da suposta vítima do sequestro, que para surpresa dos policiais estava deitada em uma cama assistindo televisão, simulando o seu sequestro”, acrescenta Morale.

Diante dos fatos a mulher, o homem e a suposta vítima do sequestro foram presos em flagrante. “Em ação simultânea policiais da 1ª e 2ª Delegacia de Polícia de Bento Gonçalves, Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento de Bento Gonçalves e Delegacia de Polícia de Garibaldi, com apoio dos agentes da SUSEPE, cumpriram dois mandados de busca e apreensão e prisão temporária no Presídio Estadual de Bento Gonçalves de dois suspeitos presos, os quais foram responsáveis pelas extorsões do falso sequestro”, conta o delegado. Além dos investigados presos, as investigações apontaram também a participação da mãe do jovem, suposta vítima do sequestro, na execução do crime. “Ela teria compactuado com a falsa informação do desaparecimento do rapaz, enganando seu ex-companheiro, alegando que também estava sendo alvo das extorsões”, conclui Morale.




Deixe uma resposta