Notícias da semana passada – Meninas de 4 e 9 anos não resistiram e morreram; irmão está em estado gravíssimo

Por Guilherme Becker

O sábado (21) foi trágico para uma família do interior do Paraná. Após um acidente entre dois veículos na BR-470, em Apiúna, Santa Catarina, duas irmãs morreram, além de oito pessoas ficarem feridas. Após a ocorrência, o policial federal que participou da operação postou uma mensagem na rede social fazendo um apelo aos pais e colegas de profissão.

“Faço um apelo tb ao meus colegas policiais: se plotarem crianças no carro sem cinto de segurança, multem! Não perdoem! Salvem vidas!”, escreveu o policial Rafael Bornhausen.

Acidente grave em Apiúna

Por Guilherme Becker –

acidente apiuna policial apelo (1)
Oito pessoas estão internadas em estado grave (FOTO: DIVULGAÇÃO/ CORPO DE BOMBEIROS)

A colisão frontal entre dois veículos foi registrada na tarde deste sábado (21) no KM 108, da BR-470, em Apiúna. No momento do acidente o veículo Vectra, com placa de Erechim, estava com seis ocupantes. No outro automóvel, quatro pessoas estavam no Fox com placa de Penha, Santa Catarina.

Todos os ocupantes do Vectra tiveram ferimentos. Duas irmãs, de 4 e 9 anos, tiveram parada cardiorrespiratória e morreram no local. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF) os corpos das crianças estavam entre o painel do carro e o pára-brisas, indicando que ambas não estavam utilizando o cinto de seguranças.

Uma outra criança, irmão das vítimas fatais, também estava no carro e foi encaminhado ao hospital em estado gravíssimo. O menino de seis anos foi resgatado prensado atrás das costas do próprio pai. Além das crianças outros três adultos, homens, estavam no Vectra e foram encaminhados a hospitais da região em estado grave.

(FOTO: DIVULGAÇÃO/ CORPO DE BOMBEIROS)

Os ocupantes do Fox também tiveram ferimentos. Um homem de 68 anos precisou ser resgatado de helicóptero. Além dele, duas mulheres e outro homem que estavam no carro foram encaminhados para atendimento em estado grave.

Policial faz apelo “Depois não adianta se desesperar”

Após atender a ocorrência trágica, o policial federal Rafael Bornhausen postou uma mensagem com uma foto do acidente. Entre os pedidos do agente está que os pais cobrem mais dos filhos a utilização do cinto de segurança.

“Vejam na foto que ambos os carros não amassaram a parte traseira… elas estavam no banco de trás SEM CINTO DE SEGURANÇA! […] Não importa se é “só até ali” ou “estou devagarinho” ou “ele sabe se segurar”… Façam sentar e usar cinto de segurança, cadeirinha e qualquer outro meio que proteja o bem mais precioso de vcs. Mais vale vc ver seu filho chorando para colocar o cinto do que ver o que eu tive o desprazer de ver: duas meninas sendo colocadas na caixa do carro do IGP”, escreveu o policial.

O agente também reforçou para que os colegas de profissão multem caso encontrem crianças sem o cinto