2 mil pacientes não compareceram a consultas no primeiro semestre

131

A saúde da comunidade garibaldense é uma das prioridades da Prefeitura, que por meio da Secretaria Municipal da Saúde, oferece diversos serviços e busca medidas para melhorar o atendimento constantemente.

Mensalmente, são oferecidas 5,5 mil consultas médicas com clínico geral, pediatra e ginecologista, 3,5 mil consultas de enfermagem, fisioterapia, fonoaudiologia, psicologia, assistência social e odontologia, além de cerca de 1 mil exames de imagem. No último ano, mais de R$ 23 milhões foram investidos pelo Poder Público Municipal em saúde.

A ausência dos pacientes aos atendimentos agendados, contudo, é uma realidade presente no município. Todos os meses, mais de 300 pacientes que marcam consultas não comparecem no momento do atendimento, o que atrasa a fila aos demais usuários.

“Lamentamos muito que isso ainda ocorra em nosso município”, comenta a secretária Simone Agostini de Moraes. “Em relação ao ano passado, percebemos que a população está mais consciente, mais pessoas estão lembrando de avisar se não poderão ir às consultas. Mas mesmo assim, ainda precisamos melhorar. Há recursos municipais, estaduais e federais destinados aos serviços de saúde e isso precisa ser valorizado”, destaca Simone.

Em 2019, foram contabilizadas quase 2 mil ausências nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) Central, Chácaras/Vale dos Pinheiros, São Francisco e Santa Terezinha. Além das faltas em consultas de clínico geral, ginecologista, pediatra, dentista, psicóloga, psiquiatra, fonoaudióloga e atendimentos de enfermagem, há pacientes que não comparecem a mamografias, radiografias e ecografias agendadas.

“Compreendemos que podem haver imprevistos, mas pedimos que quem não puder comparecer aos atendimentos comunique com antecedência, por consideração aos que estão aguardando na fila”, reforça a secretária.




%d blogueiros gostam disto: