Em 2021 mercado brasileiro terá avalanche de SUV`s.

0
256
 

Mesmo com o mercado duramente afetado pelas consequências da pandemia, 2020 teve lançamentos “de peso” ao longo do ano, como as novas gerações de Fiat Strada, Chevrolet Tracker, Nissan Versa e Peugeot 208, além da estreia de Volkswagen Nivus e Caoa Chery Tiggo 8, entre outros. Para o próximo ano, a expectativa é de ainda mais novidades.
Nesta lista, elencamos os principais carros que serão lançados em 2021. O foco das fabricantes será, mais uma vez, o segmento de SUVs. Dos 20 principais carros que serão lançados no Brasil, mais da metade pertence ao segmento de utilitários esportivos. Entre os mais aguardados, estão os inéditos Toyota Corolla Cross e Volkswagen Taos, além das reestilizações de Jeep Compass e Nissan Kicks. A lista dos principais lançamentos de 2021 compreende ainda importantes mudanças em competidores dos segmentos de picapes, hatches e esportivos, além da chegada de um novo elétrico.

Alguns destaques:

Toyota Corolla Cross
Considerado um dos principais lançamentos de 2021 no Brasil, o Corolla Cross irá marcar a estreia de um competidor nacional da Toyota no mesmo segmento do Jeep Compass. O SUV médio é feito na mesma base do sedã Corolla, a TNGA-C. O utilitário esportivo possui 4.460 mm de comprimento, 1.825 mm de largura, 1.620 mm de altura e 2.640 mm de distância entre eixos. Para efeito de comparação, o Corolla (sedã) possui, na ordem: 4.630/1.780/1.455/2.700 mm.

Já registrado no Brasil, o novo modelo irá estrear no primeiro trimestre de 2021, com a mesma mecânica do sedã: 2.0 flex de 177 cv e 1.8 híbrido flex de 122 cv. Preços ficarão entre R$ 140 mil e R$ 190 mil.

Jeep Compass 2022
A FCA sabe que o segmento de SUVs médios, liderado com folga pelo Jeep Compass desde 2017, terá ao menos dois novos competidores de peso em 2021. Para reforçar seu representante na categoria, a Jeep irá além de uma simples reestilização.
O Compass terá interior completamente renovado e alterações na mecânica, com a chegada do aguardado motor 1.3 Firefly turbo flex produzido em Betim (MG), com potência estimada em 170 cv, e câmbio automático do tipo CVT.

O SUV seguirá ainda com a oferta do 2.0 Multijet (turbodiesel), que poderá ter a potência atual (170 cv) revista. Além disso, está confirmada a importação do Compass com motorização híbrida plug-in de 190 cv. Por dentro, o Compass 2022 terá novos volante, central multimídia “flutuante” de 12 polegadas e quadro de instrumentos digital. As alterações no visual externo serão discretas e concentradas na dianteira, com novo para-choque, grade e faróis full LED mais afilados, como no modelo chinês. Preços deverão ficar na faixa do modelo atual, entre R$ 135 mil e R$ 225 mil.

Volkswagen Taos
Além do Tiguan Allspace, que seguirá em linha nas versões mais equipadas, a Volkswagen irá apostar as fichas no Taos para disputar a liderança entre os SUVs médios com o Jeep Compass 2022 e o Toyota Corolla Cross. Produzido na Argentina, o Taos terá sempre motor 1.4 TSI flex de 150 cv e 25,5 kgfm de torque. O câmbio será o mesmo do T-Cross: automático de seis marchas.

O novo SUV da Volkswagen traz faróis com luzes de rodagem diurna em LED em formato de dois “L” e inova ao adotar filete iluminado na grade. Por dentro, o Volkswagen Taos mescla elementos de T-Cross e Jetta, com destaque para a central multimídia VW Play de 10 polegadas, ar-condicionado digital de duas zonas, iluminação ambiente, quadro de instrumentos digital e o novo volante da marca.

O modelo irá estrear até junho, com preços entre R$ 130 e R$ 170 mil, mesma faixa das versões flex do Compass.

 

Novo Citroën C3
A segunda geração do Citroën C3 estreou por aqui em 2012 e, basicamente, manteve o exatamente o mesmo visual desde então, sem nenhuma reestilização. Em 2021, a marca finalmente irá apresentar o sucessor do hatch, que continuará a ser feito no Brasil.
A plataforma do novo modelo será a mesma do novo Peugeot 208, batizada de CMP, que já está em produção em regime de pré-série em Porto Real (RJ).

Caoa Chery Tiggo
Em 2021, o Caoa Chery Tiggo 2 deverá seguir a atualização do modelo vendido na China, com faróis divididos em andares e grade ampliada.

Na traseira, o modelo manterá as lanternas e o para-choque do modelo atual. Do lado de dentro, o Tiggo 2 2022 terá novo desenho do painel, volante e console central, além de central multimídia atualizada. Na mecânica, o SUV ganhará um novo motor 1.0 turbo flex em substituição ao atual 1.5 flex de 115/110 cv.

O câmbio automático de quatro marchas dará lugar a um automático do tipo CVT, o mesmo das linhas Arrizo 5 e Arrizo 6. Já a continuação do câmbio manual de 5 marchas em linha é dúvida. Sem a caixa mecânica, preços deverão partir de R$ 75 mil.