CIC-BG alcança 107 anos demonstrando vigor associativo

0
71
 

Em mais de 100 anos de atividade, um propósito nunca se alterou na história do Centro da Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves (CIC-BG): a crença no associativismo. Nestes dias inéditos para a história recente da humanidade, o CIC-BG tem feito de sua gênese a garantia para continuar a escrever o futuro mesmo diante daquela que é a maior crise sanitária já vivida pelo país.

A mesma junção de forças que ergueu a entidade em 1914 tem respaldado a instituição 107 anos depois. O aniversário do CIC-BG, portanto, é uma comemoração não apenas de sua fundação, lembrada no próximo dia 24, mas também do modelo de sua criação. “O CIC-BG, assim, é a força de sua sociedade. É com essa potência, expressada por meio das empresas associadas, das entidades filiadas e de sua representatividade econômica, política e social, que a organização acumula prestígio para liderar causas e enfrentar adversidades”, define o presidente da gestão 2020-2021, Rogério Capoani.

Embora o cenário não seja exatamente de comemoração, seria um equívoco não dignificar os esforços do CIC-BG em agregar empresas, entidades, pessoas físicas e poderes públicos para retomar o projeto Unidos por Bento, na opinião do líder. “O projeto surgiu em 2020 para financiar a construção de leitos hospitalares e reapareceu neste ano com a inauguração de um consultório para o atendimento imediato a trabalhadores que manifestam sintomas da covid. É uma contribuição gigante para toda nossa gente”, explica.

Com o consultório, as empresas têm mais tranquilidade para produzir e maior previsibilidade de produção. São formas de o CIC-BG estar a postos na defesa dos setores produtivos, afinal, protocolos de segurança existem para serem cumpridos, também, para a economia não parar.

Incentivo à retomada

A atuação do CIC-BG não se restringiu apenas a reunir forças ao redor do Unidos por Bento. A entidade foi uma das protagonistas na criação de outro movimento, esse de abrangência nacional. O Reage Brasil congrega diversas entidades de variados segmentos econômicos a fim de promover um pacto nacional a favor da vida e dos empregos. Mas também tem um fundo ético em sua proposta, uma volta da troca de valores morais que sepultem práticas corruptivas e exaltem a política e não a politicagem.

“Por isso que a política, em seu verdadeiro conceito, faz parte da trajetória do CIC-BG. A entidade entende que é através da boa política que caminha a construção de um país melhor social e economicamente. O CIC-BG atua fortemente junto a parlamentares e governantes, sejam municipais, estaduais ou federais, para levar demandas e buscar soluções que desenvolvam continuamente Bento Gonçalves”, pontua Capoani.

Exemplo disso ocorreu semanas atrás, quando o CIC-BG recebeu o deputado federal Paulo Caleffi com muita confiança e esperança em conquistas que ele pode viabilizar à região, pois sabe da capacidade articuladora e da vivência empresarial deste filho de Bento Gonçalves. Ainda, há poucos dias, o presidente da Assembleia Legislativa, Gabriel Souza, e o deputado estadual Carlos Búrigo estiveram no CIC-BG.

A organização também segue atuante em todas as questões que são o cerne de sua vivência diária, a promoção do desenvolvimento. É uma prática que vem sob diversos prismas de trabalho, dispondo sua estrutura e sua rede de contatos para a qualificação profissional, em projetos ao lado do poder público para fortalecer o turismo, no envolvimento regional para a solução da infraestrutura viária e no suporte ao Bento+20 para transformar o futuro de nossa cidade. “Atitudes assim trouxeram o CIC-BG até aqui. E continuarão levando a entidade adiante. Porque está em seu caráter aglutinar as forças da sociedade para enfrentar os problemas, sejam eles pandêmicos ou não”, diz o presidente.

Legenda: Presidente do CIC BG, gestão 2020-2021, Rogério Capoani.