Cooperativa Vinícola Garibaldi integra gerações pelo associativismo

0
140
Cooperativa Vinícola Garibaldi integra gerações pelo associativismo
 

Ações, incentivos e aperfeiçoamento técnico junto ao cooperado evitam êxodo rural e qualificam produção

Para que o negócio do associado da Cooperativa Vinícola Garibaldi prospere, é fundamental que ele tenha harmonia e continuidade. A rede de atendimento construída pela Cooperativa tem garantido essa condição às famílias produtoras ao aplicar, de forma estratégica, ações que contemplem a assistência técnica e estimulem a permanência do jovem no campo. O resultado dessa política de apoio ao produtor e de enfrentamento ao êxodo rural é um alto índice de continuidade dos negócios familiares. Hoje, 95% das propriedades prosseguem nas mãos das novas gerações, oferecendo à propriedade um ciclo sustentável, garantindo, assim, o futuro da própria Cooperativa.

Um dos pontos centrais na conquista dessa performance deu-se quando a cooperativa, a partir de um criterioso plano, passou a apostar na conversão de vinhedos com foco no espumante, ainda na década de 2000. “Esse projeto foi audacioso e ao mesmo tempo contribuiu para melhorar a renda do produtor e capitalizar a propriedade, o que permitiu a volta dos jovens para trabalhar nos vinhedos”, observa o Gerente de Assistência Técnica, Evandro Bosa.

Cooperativa Garibaldi desenvolve ações que contemplam a assistência técnica e estimulam a permanência do jovem no campo
A movimentação logo foi percebida pela cooperativa. Para dar um suporte aos jovens agricultores, a organização criou o Garibaldi Jovem, um programa no qual a transmissão de conhecimento é um dos pilares. Por meio dele, são debatidos assuntos como a situação da cooperativa, a apresentação de indicadores externos e os cenários das propriedades. A programação também tem na sua estrutura estratégias para fortificar os elos dos jovens agricultores com a terra e a sua condição profissional.

O Garibaldi Jovem promove o engajamento do jovem com a cooperativa, alinha as expectativas entre ambas as partes e intensifica a participação dele na vida dos negócios, gerando informação e conhecimento. Além disso, o insere no movimento cooperativista, desperta o sentimento de pertencimento – reforçando o conceito dono do negócio – e estimula a sustentabilidade da cooperativa. “Houve muita procura de aperfeiçoamento técnico dos jovens e busca de novas tecnologias em máquinas e equipamentos”, observa o presidente da Cooperativa, Oscar Ló.

Neste sentido, viagens e cursos abasteceram a curiosidade dos jovens produtores e ajudaram a formar lastro teórico e prático. “Nos últimos anos, foram realizadas diversas viagens técnicas com o intuito de troca de experiências com outras regiões produtoras e outros países”, diz Evandro. Outro aperfeiçoamento oferecido pela cooperativa também vai ao encontro dos tempos atuais, que exigem agilidade online para o controle produtivo. Desde 2020, as 434 famílias associadas têm à disposição o aplicativo Aegro, a fim de ter um maior controle sobre a propriedade, realizar estudos de campo e gestão dos vinhedos e organizar as informações num único local, facilitando o acesso a elas e o reporte para a cooperativa.

Essa atenção ao associado tem ajudado a construir uma cultura de pertencimento à cooperativa e ao negócio que se transfere entre as famílias associadas de geração para geração. É dessa forma que a Garibaldi garante seu vínculo com o associado – e o seu passaporte para o futuro. Para o presidente Oscar ló, estas ações vão ao encontro do propósito da Cooperativa. “Acreditamos que todos os elos do negócio da cooperativa devem estar em harmonia, e isso só é sustentável com o engajamento de cada parte envolvida, do associado e funcionário aos nossos fornecedores, clientes e consumidores. Somos gente que vive a vida em harmonia, somos a cooperativa Vinícola Garibaldi”, relembra.

Cooperativa mantem vínculo direto com as 434 famílias associadas

Crédito das imagens: Augusto Tomasi

Exata Comunicação e Eventos