FORÇA-TAREFA INTERDITA SUPERMERCADO BOURBON EM SÃO LEOPOLDO

0

FORÇA-TAREFA INTERDITA SUPERMERCADO BOURBON EM SÃO LEOPOLDO

A força-tarefa da Prefeitura de São Leopoldo, em operação de rotina interditou o Supermercado Bourbon no final da tarde deste sábado, 23 de maio, por não cumprir as normativas do Decreto Municipal Nº 9482/20 e suas atualizações. No local trabalhadores foram flagrados sem o uso de máscaras, além de excesso de clientes no interior da loja, confrontando as determinações que obrigam o uso da proteção por funcionários e clientes, e normatiza que somente poderá atuar estabelecimentos com 50% da sua capacidade máxima prevista no Plano de Prevenção Contra Incêndio – PPCI e Alvará de Prevenção e Proteção Contra Incêndio – APPCI.
O estabelecimento , localizado na rua Primeiro de Março no Centro , foi autuado pela equipe de fiscais da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Turístico e Tecnológico (Sedettec), Secretaria Municipal de Saúde (Semsad) e da apoio da Guarda Civil Municipal.
Segundo a chefe do Departamento de Fiscalização, Patrícia Ferreira, o supermercado não estava com o PPCI disponível no momento da vistoria e atendia aproximadamente 500 pessoas. “Eles não tinham a informação de quantos clientes poderiam atender na sua capacidade máxima e sem esse documento não se pode comprovar quantas pessoas o local comporta”, explica Patrícia. Ela ainda destaca que “Os operadores de caixa utilizavam somente a proteção de acrílico no rosto e não as máscaras de proteção, que é obrigatório”, esclarece.

O supermercado que é reincidente no descumprimento das normativas foi notificado e multado, e permanecerá fechado até que realize todas as adequações. Conforme o chefe de gabinete da Sedettec, Thiago Gomes: “A fiscalização retornará ao local na manhã desse domingo, 24 de maio, para verificar se as pendências foram sanadas para só então autorizar a reabertura”, informa o chefe de gabinete.

As equipes da Força-Tarefa seguem na atuação para garantir o cumprimento de todas as medidas estabelecidas no decreto de calamidade pública visando conter o avanço da pandemia do novo coronavírus.

[Texto: Júlia Taube – estagiária SEDETTEC | Jornalista Responsável: Aline Marques – MTb: 8929 |Scom/PMSL]