Iluminação Pública: Prefeitura apresenta projeto de PPP a entidades do Município.

Proposta prevê modernização do parque de iluminação pública com a troca de todas as lâmpadas por LED

 

Na noite desta terça-feira, 13, os secretários de Desenvolvimento Econômico, Sílvio Bertolini Pasin, e de Segurança, tenente coronel José Paulo Marinho, apresentaram a presidentes e representantes de entidades do Município, o projeto de Parceria Público-Privada desenvolvido pela Prefeitura, para a concessão da modernização, expansão, gestão e manutenção da rede de iluminação pública de Bento Gonçalves.  

O objetivo do projeto é atualizar o parque de iluminação pública da cidade, com a troca integral das atuais lâmpadas por luminárias de LED, garantir a manutenção constante do serviço e criar mecanismos de controle de gestão que facilite o atendimento ao usuário.

Na ocasião, os secretários explicaram os benefícios que a proposta proporcionará para a população, como nos âmbitos de sustentabilidade, segurança e qualidade de vida. Também foram ouvidas as demandas e sugestões por parte dos participantes do encontro.

“Estamos construindo algo que vai refletir nas próximas gerações. É com certeza um avanço no olhar das soluções modernas para nossa comunidade, sejam elas de âmbito empresarial ou social”, afirmou Pasin. Segundo ele, os mais de 14 mil pontos de luz serão trocados num período de dois a quatro anos.  Entre os maiores benefícios para a população está o impacto direto na segurança pública, pois uma iluminação com alto índice de luminosidade é uma grande aliada das cidades na luta contra a violência urbana, já que é uma grande inibidora de atos de vandalismo, roubo e agressões.

“A sensação de insegurança que muita gente tem ao andar em uma rua escura não é uma impressão, mas um risco potencial de ser uma vítima de algum tipo de violência. Reduzindo os pontos de escuridão e instalando as 100 câmeras de videomonitoramento, potencializaremos a atuação da Brigada Militar e diminuiremos as ações de delinquentes”, frisou Marinho.    

Durante o mês, a Prefeitura vem se reunindo com presidentes e moradores de bairros da cidade, a fim de formatar o projeto de acordo com os interesses da comunidade. O próximo passo será a apresentação da proposta aos vereadores. Outras reuniões, bem como, a realização de audiências públicas também estão previstas. O edital de Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) deve ser lançado ainda no primeiro semestre deste ano.

Participaram do encontro, representantes de entidade como Conselhos Municipais, Sindicatos, Lyons, Rotarys e instituições ligadas à segurança pública.

 

Sustentabilidade

As lâmpadas tradicionais compostas por metais pesados, como mercúrio, vapor de sódio ou vapor metálico, causam danos ao meio ambiente e geram passivos de descarte. A partir da substituição das mesmas pelas lâmpadas de LED, além de economizar recursos, devido a maior vida útil e menor consumo de energia, há um ganho ecológico.

Por não possuir substâncias nocivas ao ambiente em sua composição, a luminária com tecnologia de LED é capaz de evitar a emissão de 0,4 toneladas de dióxido de carbono na atmosfera. Este valor multiplicado pelos milhares de pontos de luz em uma cidade se reverte a um montante significativo de gases que deixam de poluir o planeta.

Sistema de Videomonitoramento e Segurança

A implantação de “luminárias inteligentes”, projetadas e desenvolvidas com tecnologia embarcada, irá proporcionar inúmeras funcionalidades e disponibilizar serviços como agregar sensores de presença e/ou câmeras para a captura de imagens estáticas ou em vídeo, possibilitando receber comandos operacionais para ações de segurança pública.

As câmeras de videomonitoramento acopladas às lâmpadas de LED irão possuir um sensor de movimento que capta a presença e circulação de pessoas ou animais. A rede independente acoplada ao sistema possibilitará o acesso remoto das imagens pela Central de Operações da Brigada Militar, possibilitando a identificação de indivíduos e/ou veículos. Além de inibir a prática de delitos, o sistema também ajudará a prevenir depredações e pichações.

Qualidade de vida

A iluminação pública é essencial à qualidade de vida nos centros urbanos, atuando como instrumento de cidadania, permitindo aos habitantes desfrutar do espaço público no período noturno. Além de estar diretamente ligada à segurança pública, previne a criminalidade e embeleza as áreas urbanas.

Telegestão e agilidade no atendimento

Além da substituição das luminárias, o modelo em estudo prevê completa telegestão do sistema, isto é, a tecnologia garante que o operador da rede saiba a exata localização de cada ponto de luz e receba instantaneamente informações de desempenho e de falhas, como, por exemplo, lâmpadas queimadas. Essa agilidade facilita a manutenção da rede, pois os problemas não dependem apenas de rondas noturnas ou de marcações provisórias.

 

Foto: Franciele Gonçalves




Deixe uma resposta