PROCON FAZ ALERTA SOBRE OS RISCOS DO EMPRÉSTIMO CONSIGNADO

0
31

O empréstimo consignado tem sido a opção de muitos brasileiros que buscam taxas de juros mais baixas em relação ao cartão de crédito e cheque especial. Com o empréstimo consignado (que é um empréstimo), as prestações são descontadas diretamente do salário ou do benefício de quem faz a contratação, com muita facilidade para realizar o empréstimo, mas uma extrema dificuldade para pagar as parcelas ao longo dos anos. Mas e quais são os riscos dessa prática?

O Coordenador do PROCON-BG, Maciel Giovanella, explica sobre os riscos dessa prática de empréstimo, e afirma que o órgão está recebendo uma grande quantidade de reclamações de aposentados com relação a empréstimos.

“Com relação aos consignados, estamos verificando uma série de reclamações com relação a empréstimos não solicitados e a utilização da margem, sendo na maioria dos casos os relatos vem de cidadãos aposentados que apresentam extratos bancários com valores não solicitados frente as instituições financeiras  das mais variadas”.

De acordo com Giovanella “Tais práticas efetuadas por essas instituições financeiras se configuram abusivas frente ao Código de Defesa do Consumidor com relação a produtos e serviços não solicitados e mesmo assim enviados aos consumidores”, explica.

E o que o cidadão deve fazer?

Segundo o Coordenador do PROCON, “quando isso ocorrer e o cidadão não reconhecer esse contrato de empréstimo consignado, deve imediatamente fazer contato com o canal de atendimento da financeira anotando o número de protocolo, não obtendo êxito, ligar para ao PROCON pelo telefone 3055 8547 para que seja agendado horário de atendimento e para que possamos auxiliar o consumidor quanto ao desfazimento da negociação, devolução do valor, da forma mais segura ao consumidor”.

Dicas do PROCON

O ideal é que mensalmente seja verificado no extrato bancário, pelo menos uma vez por mês, constatando valores creditados e não solicitados.

Verificação do extrato de consignados do INSS (através do 135, pelo site ou aplicativo MEU INSS), onde o consumidor terá as informações da instituição financeira que realizou o empréstimo, margem, vencimentos, valores e o número do contrato.

No extrato de consignados de INSS o consumidor pode verificar se existe algum empréstimo e se houver, e o consumidor não reconhecer, mesmo sendo este antigo deve imediatamente procurar o Procon, pois, segundo Giovanella, essa prática já era usual se agravando com a Pandemia.

Assessoria de Comunicação Social Prefeitura