Rogério Capoani assume presidência do CIC-BG para gestão 2020-2021

0

Incentivo à indústria e valorização do turismo, além de proposta de trabalho colaborativo, estão entre as prioridades da diretoria

O primeiro pronunciamento oficial de Rogério Capoani, eleito para comandar o Centro da Indústria, Comércio e Serviços de Bento Gonçalves na gestão 2020/2021, antecipou o que a comunidade empresarial pode esperar no decorrer dos próximos anos: planejamento assertivo e estratégias específicas para cada frente de atuação da entidade. O empresário tomou posse do cargo e apresentou sua diretoria em solenidade realizada na noite de 11 de dezembro, na sede do CIC-BG.

Para uma plateia formada por líderes empresariais e das esferas política e judiciária, além de associados à entidade, o novo mandatário adiantou algumas das prioridades do trabalho de sua diretoria. “Elaboraremos um plano efetivo de ação que viabilize a participação especial do Centro da Indústria, Comércio e Serviços no setor industrial de Bento Gonçalves, segmento que é a força motriz de origem e geração majoritária de emprego e renda para a comunidade, sendo o suporte para a criação e fomento de um mercado notável para o comércio e, consequentemente, para a prestação de serviços diversas. É uma grande cadeia produtiva, como uma enorme edificação, que necessita manutenção em sua base estrutural”, avaliou.

Esse planejamento estratégico ficará a cargo de uma comissão especial liderada pelos Vices Presidentes da Indústria, com a participação de outros diretores da área. Eles terão como ponto de partida a premissa de estabelecer maior integração com as entidades coirmãs que estão diretamente à frente do setor, em uma clara demonstração da linha de trabalho colaborativo que norteará sua gestão. Essa foi, inclusive, a tônica da mensagem transmitida por Capoani aos poderes públicos municipais. “Nossa postura será de apoio na busca do progresso e avanço nas demandas de Bento Gonçalves. A soma de nossas forças deve se fazer presente cotidianamente para o bem e progresso de nossa cidade, assim seremos protagonistas, cada qual na sua função, de um cenário próspero e sólido”, disse.

Turismo e relacionamento

Exemplo dessa soma de esforços em prol de ganhos coletivos deve aparecer, de acordo com Capoani, no segmento do Turismo. “Temos que auxiliar o Poder Público e demais agentes operadores a fim de otimizarmos a performance desse setor, grande e valiosíssima joia que já nos dá frutos concretos e tem enorme potencial para fornecer ainda mais progresso geral, pois abrange e reflete em todos os setores de nossa economia local”, recomendou.

Institucionalmente, a gestão de Capoani deve priorizar o foco no associado. “Teremos um plano específico, desenvolvido e liderado pela diretoria de Relacionamento com o Associado que visa a enobrecer ainda mais nossa relação, além de darmos sequência nas diversas ações exitosas da gestão que se finda neste momento, e que nos deixa, também, o compromisso de seguirmos agregando e ampliando nosso quadro social de forma expressiva e distintamente qualificada”, ponderou.

A menção complementou o reconhecimento externado a Elton Paulo Gialdi, presidente que deixa o cargo no encerramento da gestão 2018/2019, e sua diretoria. “O legado que você deixa servirá de norte para a continuidade de nossas ações”, elogiou.

Elton Gialdi repassa trajetória de sua gestão

Elton Paulo Gialdi despediu-se da presidência do CIC-BG lembrando, em seu discurso, a impactante transformação pela qual passou sua vida nos últimos dois anos. “Hoje posso afirmar que foi uma troca muito justa e equilibrada:  você dedica seu tempo, energia e trabalho voluntário e recebe muita satisfação pessoal pela possibilidade de deixar um legado às futuras gerações”, disse Elton Paulo Gialdi, comandante da entidade na gestão 2018/2019.

Nesta empreitada que foi seu maior desafio, Gialdi reforçou seu jeito simples e trabalhador de liderar.  “Procurei imprimir ao CIC a minha forma de relacionamento com as pessoas: com relações simples, francas e sinceras. Acredito que essa simplicidade ajudou a mostrar para empresários de todos os portes e perfis que eles são bem-vindos. Tanto é que em dois anos tivemos cerca de 100 novas empresas associadas ao CIC. Agregamos força, representatividade e mais diversidade à entidade, uma estratégia que traz ganhos para todos”, enalteceu.

Sua passagem à frente da organização se consolidou como forma de devolver o que Bento Gonçalves lhe oportunizou: trabalho e desenvolvimento pessoal. A missão, acredita, foi concretizada. “Entre tantas importantes realizações, sem dúvida o retorno da Fenavinho foi a maior delas. Nossa grande festa popular está resgatada com força, solidez e consistência sob a guarda do CIC. Está retornando ao cenário nacional para nunca mais abandonar a posição grandiosa que lhe é de direito”, disse. Gialdi mencionou, ainda, projetos como o Bento+20, que pensa a cidade do futuro; a instituição do prêmio Dom Empreendedor, distinção conferida as personalidades que deram novo rumo econômico à região; e os vários eventos de cunho político que ajudaram a devolver representatividade a Bento Gonçalves.

Ao deixar a presidência do CIC-BG, Gialdi foi conduzido ao cargo de Presidente do Conselho Superior da entidade pelos próximos dois anos. Nesse mesmo dia, em Porto Alegre, ele foi empossado no Conselho Superior da Federasul, cargo que se soma às cadeiras por ele ocupadas no Conselho Superior da Fundaparque e no Conselho Superior do Hospital Tacchini.

Prefeito cita Gialdi como ‘líder’ e Capoani como ‘diplomata’

O prefeito Guilherme Pasin elogiou o empenho com que Elton Paulo Gialdi tratou as pautas em comum de Bento Gonçalves durante os últimos dois anos. “Acompanhei de perto seu interesse e o sucesso dos feitos. Quero te cumprimentar pela dedicação, pelo entusiasmo, pela liderança de tua equipe. Estamos aqui para te aplaudir e agradecer, foste um grande líder”, afirmou.

Ao recém-empossado presidente da entidade para a gestão 2020-2021, Rogério Capoani, Pasin desejou sucesso e otimismo, afirmando que continuará a pedir ajuda ao CIC-BG, como tem feito nos últimos sete anos, para continuar administrando a cidade. “Suas responsabilidades privadas são tão grandes quanto seus compromissos públicos para com a cidade”, disse, garantindo a continuidade da parceria entre a iniciativa privada e o poder público. E, nesse aspecto, Pasin disse que o CIC-BG continuará a ter um processo evolutivo a partir das características de gestão de Capoani. “Você é um diplomata e, com sua equipe, dará sua contribuição, tal e qual todos os presidentes e diretores fizeram com total êxito”, comentou.

Diretoria Executiva CIC-BG – Gestão 2020-2021

Presidente: ROGÉRIO CAPOANI

1º Vice para Assuntos da Indústria: FRANCISCO BERTOLINI

2º Vice para Assuntos da Indústria: BRUNO BENINI

1º Vice-Presidente para Assuntos de Comércio: MAREJANE PAESE

2º Vice-Presidente para Assuntos de Comércio: TIAGO CASAGRANDE

1° Vice-Presidente Assuntos de Prestação de Serviços: GILBERTO DURANTE

2° Vice-Presidente para Assuntos de Prestação de Serviços: ADRIANO MIOLO

1ª Diretora Secretária: NATÁLIA MILMAN

2º Diretor Secretário: LEOCIR GLOWACKI

1º Diretor Tesoureiro: WILLIAM RIZZI

2º Diretor Tesoureiro: ROBERTO CAMARGO MEGGIOLARO JÚNIOR

Diretor de Área da Construção Civil: ADRIANO DE BACCO

Diretor de Gestão e Inovação: VINÍCIUS PIVA

Diretora de Área de Relacionamento Vitivinícola: EDUARDO VALDUGA

Diretor de Área de Turismo, Gastronomia e Cultura: RODRIGO VALÉRIO

Diretora da Área de Comunicação e Marketing: JANA BRUN NALIN

Diretores da Área de Infraestrutura, Urbanismo e Logística: GABRIEL SCHUARTZ; LUCIANO BERTUOL E GIANCARLO RAVANELLO

Diretora da Área de Pequenas Empresas: BRUNA CRISTÓFOLI

Diretor da Área de Tecnologia: ROGÉRIO TESSARI

Diretor da Área Social e Relacionamento com o Associado: CESAR ANDERLE

Diretor de Área Jurídica: GUILHERME SPILLER

Diretora Executiva: CAROLINE MORÁS BASSO

Fotos em alta: https://is.gd/hcae5B 

Crédito das fotos: Gilmar Gomes

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui